PUBLICIDADES

POÇOES24HS.COM.BR

Share Button

POÇOES24HS.COM.BR

POÇOES24HS.COM.BR

[poçoes24hs.com.br]

[poçoes24hs.com.br]



Share

TEM UM VEREADOR EM NOSSA CIDADE POR ESTÁ DO LADO DO GOVERNO ACHA QUE PODE PERSEGUI E MALTRATAR FUNCIONÁRIOS DA PREFEITURA PARA OBTER PRIVILÉGIOS.ASS.ADRIANO CRUZ

Share Button

TEM UM VEREADOR EM NOSSA CIDADE QUE ESTÁ SE ACHANDO PORQUE FAZ PARTE DA BASE DO GOVERNO ACHA QUE PODE FICAR TRATANDO FUNCIONÁRIOS DA PREFEITURA COM FALTA DE EDUCAÇÃO SÓ DO UM AVISO DIPLOMA NÃO ENSINA EDUCAÇÃO ISSO VEM DE BERÇO ELE NÃO É DONO DA CIDADE E O PRÓXIMO PROFISSIONAL QUE ELE MALTRATAR OU FICAR COM AMEAÇA VOU DETONAR ESSE SUJEITO O PAU QUE DO EM CHICO DO EM FRANCISCO O TRABALHO DE VEREADOR NÃO É FICAR MALTRATANDO TRABALHADOR E PERSEGUINDO .E SIM FAZER PROJETOS PARA AJUDAR NOSSA POPULAÇÃO.ASS.ADRIANO CRUZ                                                                   POÇOES24HS.COM.BR

Share

Condições de moradia melhoraram no estado, aponta estudo

Share Button
Condições de moradia melhoraram no estado, aponta estudo

Foto: Manu Dias / Agecom
As condições de moradia tiveram uma melhora no estado no período entre 2006 e 2012, apontam dados da Pesquisa Nacional por Amostra de Domicílios (PNAD/IBGE). Segundo estudo feito pela Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), o número de casas próprias já pagas na Bahia aumentou de 3 milhões para 3,7 milhões, sendo que esse valor representa um índice de 75,4% das residências urbanas e 86,6% na zona rural do estado. O número de casas com acesso à energia elétrica aumentou para 98,5%, com aumento principalmente na zona rural – subiu de 77,7% para 94,9%. Também houve aumento no valor de residências com abastecimento de água, que agora é de 89,8%, e de coleta de

Share

BA acumula 2,3 milhões de empregos

Share Button

A Relação Anual de Informações Sociais (Rais) registra que, em 2013, houve acréscimo de 58.286 empregos formais na Bahia em relação ao ano anterior. O resultado representa aumento de vagas de 2,58%.

 

Isso fez o estoque de postos de trabalho alcançar 2.314.907 ao final de 2013. Além do saldo positivo, o rendimento real médio do trabalhador baiano cresceu 2,81%, passando de R$ 1.798,82, em 2012, para R$ 1.849,28, em 2013.

 

Entre os setores, 5 apresentaram saldos positivos no ano passado: comércio, com 18.097 postos, serviços (16.084), administração pública (11.820), construção civil (10.620) e serviços industriais de utilidade pública (2.885).

 

Registraram perdas, quando se observa os estoques de 2012, o setor extrativo mineral (saldo negativo de 578), indústria de transformação (383) e o setor de agropecuária, extrativo vegetal, caça e pesca (259).

 

De acordo com a Superintendência de Estudos Econômicos e Sociais da Bahia (SEI), em termos relativos o setor de serviços industriais de utilidade pública apresentou a maior variação (+14,86%).

 

ele foi seguido da construção civil (+6,60%) e do comércio (+4,23%). Já o pior desempenho relativo ficou por conta do setor de atividade extrativa mineral (-3,43%).

 

O acréscimo do número de emprego foi mais expressivo entre os trabalhadores com ensino superior completo (+35.176) e médio completo (+47.970). A variação negativa, no de menor instrução – menos 6.879 vagas.

Share

Os avanços da Saúde na Bahia, por Jorge Solla

Share Button

A “turma do atraso” aposta que a população baiana tem a memória curta. Deixaram a saúde de nosso estado com deficit gigantesco e vêm agora posar de defensores do SUS. Mas contra dados não há argumentos e as realizações do atual governo no setor estão aí para quem quiser comprovar. Em 2006 a Bahia sofria epidemia de sarampo. Realizamos vacinação em todo o Estado. Desde então a Bahia está livre do sarampo. Desde 2009 não temos rubéola. Raiva humana, que antes ocorria até na capital, deixou de existir.

Eles fecharam a Bahiafarma, recriada pelo Governador Wagner. Foram construídos 1.500 postos de saúde e quase 2.000 postos foram reformados. Mais de 1.600 médicos contratados pelo Ministério da Saúde estão atendendo 6 milhões de baianos. Salvador tinha mais de 100 equipes sem médico. O SAMU na Bahia só existia em 13 municípios, apenas 20% da população. Hoje está em 264, cobrindo 80%. Mais que dobramos o número de Centros de Atenção Psicossocial (CAPS).

O Programa Saúde em Movimento, maior projeto de oftalmologia, atendeu a mais de 400 mil pacientes e fez 140 mil cirurgias de catarata; o Programa de Rastreamento do Câncer de Mama já chegou a 236 municípios para 165 mil mulheres e o Programa de Internação Domiciliar, maior do Brasil, tem 800 pacientes acompanhados mensalmente. Foram inaugurados cinco grandes hospitais: Juazeiro, Irecê e Santo Antônio de Jesus (este último esqueleto de quase 20 anos mostrando o descaso com que tratavam a saúde), o Hospital Estadual da Criança e o Hospital do Subúrbio (HS).

Desde o Governo Waldir Pires não se construía um hospital de emergência em Salvador. O HS é referência nacional de qualidade e temos mais de 1.300 novos leitos hospitalares na rede pública estadual. Até 2006 a Bahia só tinha 319 leitos de UTI pelo SUS. Hoje são 960. O atual governo criou tres vezes mais leitos que a soma de todos anteriores! Estão sendo construídos o HGE2, dois prédios anexos ao Roberto Santos, o Hospital da Chapada em Seabra, o novo Couto Maia em Salvador; estão sendo ampliados hospitais estaduais em Jequié, Conquista e Ilhéus; o PAM Roma está sendo totalmente reformado para abrigar um novo Hospital de Emergência. E já foram licitadas as obras de construção da Maternidade Metropolitana, em Camaçari, e do Hospital da Costa do Cacau, em Ilhéus.

Já está em elaboração o projeto do Hospital Regional de Feira de Santana. E foi aprovado projeto que investirá mais de 250 milhões de dólares, com verbas do Banco Interamericano de Desenvolvimento (BID), em cinco anos, criando novos serviços, entre eles o futuro Hospital Metropolitano com 350 leitos. Foram contratados pelo Estado mais de 300 leitos privados que antes não eram ofertados ao SUS.

Eles deixaram o Hospital Martagão Gesteira falido. Com investimento do atual governo voltou a ser centro de referência no atendimento a criança e formação de pediatras. Mais de mil cirurgias para tratamento de obesidade grave foram realizadas. Antes só existia hospital especializado em câncer e neurocirurgia em Salvador e Itabuna. Se um paciente sofresse infarto só tinha assistência em Salvador. Hoje temos estes serviços em vários pólos. Está em curso o projeto do Hospital do Câncer em Caetité, foi licitada a ampliação do Hospital de Juazeiro para um grande centro de oncologia e, junto com o Ministério da Saúde, serão implantados sete novos equipamentos de radioterapia. E se criou o primeiro serviço público para transplante de medula óssea.

O mais incrível é a “turma do atraso” falar de “valorização do profissional de saúde”. Os agentes de saúde até 2006 não tinham direitos trabalhistas. Hoje estão com contratações regularizadas e todos os direitos assegurados. O Estado contratou mais de 8.700 concursados (quase 20 anos sem concurso para médicos). A remuneração inicial de médico concursado no Estado aumentou mais de 500% em sete anos. E esta “turma” ainda vem falar de Plano de Cargos, Carreiras e Vencimentos! Eles não fizeram, ao contrário do Governo Wagner, que implantou dois: o do Grupo Ocupacional Saúde e o dos Médicos, reivindicado por mais de 30 anos, sempre negado por eles.

* Jorge Solla é médico e foi secretário de Saúde no governo Jaques Wagner.

Share

PORQUE ISSO ELES NÃO MOSTRA O BURRO SOMOS NÓS SEM COMENTÁRIOS ASS.ADRIANO CRUZ

Share Button

Share

Não se esqueçam desses nomes quando for vota ass adriano cruz

Share Button

Share

Tem gente preocupado com os blogueiro se preocupa com seu mandato politico que está por um fio vai trabalha seu parasita.ass.ADRIANO CRUZ

Share Button

Share

Eleições 2014: Militância sai às ruas de Conquista em apoio a Rui Costa, Otto e Dilma Rousseff

Share Button
Fotos: Luís Carlos Dudé | Blog do Anderson
Fotos: Luís Carlos Dudé | Blog do Anderson

Militantes da coligação “Pra Bahia mudar mais”, que traz Rui Costa como candidato ao Governo da Bahia, Otto Alencar ao Senado, e Dilma Rousseff à Presidência do Brasil, , realizaram uma mobilização em Vitória da Conquista neste domingo (17).

13

A caminhada que partiu da avenida Lauro de Freitas, percorreu diversas vias até chegar à Zona Oeste onde fez o percurso de volta. Entre os participantes estavam os deputados petistas Waldenor Pereira (Federal) e Zé Raimundo Fontes (Estadual), o comunista Jean Fabrício Falcão (Estadual) e o ex-reitor da Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia (UESB) e candidato a suplente ao Senado, Abel Rebouças São José.

Share

Aberto cadastramento de eleitores e candidatos do segundo mandato dos Colegiados Setoriais das Artes da Bahia Comunidade artística está convocada a se inscrever para participar das eleições dos Colegiados de Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro

Share Button

 

 


 

A Fundação Cultural do Estado da Bahia (FUNCEB), entidade vinculada à Secretaria de Cultura do Governo do Estado (SecultBA), convoca a comunidade artística baiana para o cadastramento de eleitores e candidatos que participarão das eleições do segundo mandato dos Colegiados Setoriais das Artes da Bahia. Cidadãos atuantes nas áreas de Artes Visuais, Audiovisual, Circo, Dança, Literatura, Música e Teatro devem fazer o cadastro disponível em sistema online, disponível em www.eleicao2014.colegiadossetoriaisbahia.com.br, até o dia 27 de setembro, ficando aptos a votar ou a concorrer nas eleições, que ocorrerão de 16 de outubro a 4 de novembro, também pela internet.

 

Instituídos pela primeira no estado em 2012 e cumprindo mandato em 2013-2014, os Colegiados Setoriais estão previstos na Lei Orgânica da Cultura da Bahia (Lei nº 12.365 de 22 de novembro de 2011). A sua consolidação é uma conquista da comunidade artística e de toda a sociedade civil baiana, como um importante passo para o desenvolvimento das políticas culturais do estado. As novas eleições vão garantir a continuidade de um trabalho que vem articulando os agentes culturais e fortalecendo sua representatividade no campo político.

 

Cada linguagem artística se representará pelo seu próprio Colegiado, que vai ser individualmente integrado por nove membros, sendo três do poder público, nomeados pelo secretário de Cultura, e seis da sociedade civil, eleitos através deste processo participativo – todos eles com seus devidos suplentes. Os grupos formados neste momento vão cumprir mandato em 2015-2016.

 

O processo eleitoral será regido pelas normativas da Portaria nº 257/2014, publicada no Diário Oficial da Bahia em 19 de agosto de 2014 e disponível também no site da FUNCEB, resultante do trabalho da comissão organizadora, formada por agentes públicos e representantes da sociedade civil, e homologada pela SecultBA.

 

É importante destacar que a organização dos setores é fundamental para fazer valer suas demandas e opiniões dentro do regime democrático. A consolidação dos Colegiados Setoriais das Artes conta com o suporte necessário da FUNCEB/SecultBA, mas é a sociedade quem deve se apropriar do processo. Artistas, produtores, agentes culturais, gestores, professores, pesquisadores, multiplicadores e demais profissionais das classes artísticas baianas são responsáveis por consagrar e fortalecer os Colegiados, e fazê-los existirem com eficiência e sólida representação. Assim, além de aderir às eleições como eleitores e/ou candidatos, a FUNCEB convida a todos a contribuírem na divulgação deste acontecimento essencial para o fortalecimento das políticas culturais na Bahia. Fale com seus conterrâneos, comunidades, grupos, repasse a informação a seus pares, apresente o processo para seus alunos: os Colegiados Setoriais das Artes são uma conquista de todos.

 

CADASTRAMENTO SIMPLIFICADO – O cadastramento de eleitores e/ou candidatos das eleições dos Colegiados Setoriais das Artes da Bahia é aberto a pessoas físicas, maiores de 18 anos,residentes no estado da Bahia e atuantes nos setores artísticos, fatos que devem ser declarados na inscrição. Também é solicitado que se tenha conhecimento da Lei Orgânica da Cultura da Bahia e do Plano Nacional de Cultura, disponíveis para consulta no próprio site do cadastramento. Não podem participar detentores de cargo comissionado na administração pública federal, estadual, distrital ou municipal, nem funcionários públicos da Secretaria de Cultura do Estado da Bahia ou de suas vinculadas. Também é preciso optar por um único setor eleitoral, fato que obriga que os participantes não estejam cadastrados nas eleições de outros Colegiados Setoriais da Cultura.

 

Os interessados devem acessar o sistema online (www.eleicao2014.colegiadossetoriaisbahia.com.br) e apenas preencher corretamente o formulário devido, selecionando a área em que se insere e o tipo de inscrição: somente como eleitor ou como eleitor e candidato. Aquele que optar também pelo registro de candidatura deve relatar atuação no setor e residência na Bahia por no mínimo três anos, justificar a razão de ser candidato, apresentar pelo menos uma proposta de diretriz para o desenvolvimento da área em que concorre, além de enviar uma fotografia. Não é necessário envio de documentos e a comprovação da veracidade das informações é feita com declarações inseridas no próprio formulário.

 

As inscrições serão avaliadas pela Comissão Organizadora das Eleições dos Colegiados Setoriais das Artes, para que sejam validadas. O resultado da primeira análise dos cadastros de eleitores e candidatos será divulgado no dia 3 de outubro. Para que a eleição de um setor se efetive, o Colégio Eleitoral Setorial deverá ter, no mínimo, 30 cadastrados validados, sendo pelo menos 12 candidatos que concorrerão às seis vagas de titulares e seis vagas de suplentes.

 

Cadastramento de eleitores e candidatos

Eleição dos Colegiados Setoriais das Artes da Bahia 2015-2016

Aberto a cidadãos residentes no estado da Bahia e atuantes nos setores artísticos

Artes Visuais | Audiovisual | Circo | Dança | Literatura | Música | Teatro

Quando: Até 27 de setembro de 2014

Onde: Através de sistema online disponível no site da FUNCEB – www.eleicao2014.colegiadossetoriaisbahia.com.br

Mais informações: colegiados.producao@gmail.com

Blog dos Colegiados Setoriais das Artes: www.fundacaocultural.ba.gov.br/colegiadossetoriais

Share

Ministério Público impugnou mais de 4 mil registros de candidaturas

Share Button

O Ministério Público Eleitoral (MPE) informou hoje (19) que impugnou 4.115 registros de candidatos às eleições de outubro. Do total, 497 foram com base na Lei da Ficha Limpa, que impede a candidatura de condenados em segunda instância pela Justiça. A Justiça Eleitoral recebeu mais de 25 mil pedidos de candidaturas aos cargos de deputado estadual, federal, senador, governador e presidente da República.

De acordo com o levantamento, a principal causa de impugnação foi a rejeição de contas, também prevista na Lei da Ficha Limpa. O estado com mais impugnações foi São Paulo, com 2.058 candidatos, seguido por Minas Gerais (1.308).

O prazo para que todos os registros de candidaturas sejam julgados pelos juízes eleitorais termina na quinta-feira (21). Para estar apto a concorrer às eleições de outubro e ter o registro deferido pela Justiça Eleitoral, os candidatos devem apresentar declaração de bens, certidões criminais emitidas pela Justiça, certidão de quitação eleitoral que comprove inexistência de débito de multas aplicadas de forma definitiva, entre outros documentos, como previsto na Lei das Eleições (Lei 9.504/97).

O primeiro turno do pleito deste ano será em 5 de outubro. O segundo será no dia 26, nos casos de eleições para governador ou à Presidência da República em que o primeiro colocado não obter mais de 50% dos votos válidos, excluídos os brancos e nulos.

Share