Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Jornalismo levado a sério!

Erica

Açougues Angélica

João Guilherme Materiais Para Construção

OPÇÃO MÓVEIS MATRIZ Praça Monsenhor Honorato 313, Centro Poções-Ba CEP: 45260-000 Fone: (77)3431-2073

Share Button

AAAAAA

poçoes24hs.com.br boa noite a todos

Share Button

Resultado de imagem para para criar inimigos basta falar a verdade

“RESPEITAR AS DIFERENÇAS É AMAR AS PESSOAS COMO ELAS SÃO!

Share Button

71ef5fb9-c576-4605-8247-391b7d58959aConta-se que vários bichos decidiram fundar uma escola. Para isso reuniram-se e começaram escolher as disciplinas.
O Pássaro insistiu para que houvesse aulas de vôo.

O Esquilo achou que a subida perpendicular em árvores era fundamental.

E o Coelho queria de qualquer jeito que a corrida fosse incluída.

E assim foi feito. Incluíram tudo, mas… cometeram um grande erro.

Insistiram para que todos os bichos praticassem todos os cursos oferecidos.

O Coelho foi magnífico na corrida. Ninguém corria como ele.

Mas queriam ensiná-lo a voar. Colocaram-no numa árvore e disseram:
“Voa, Coelho”. Ele saltou lá de cima e “pluft”… coitadinho! Quebrou as pernas.

O Coelho não aprendeu a voar e acabou sem poder correr também.

O Pássaro voava como nenhum outro, mas o obrigaram a cavar buracos como uma toupeira. Quebrou o bico e as asas, e depois não conseguia voar tão bem, e nem mais cavar buracos.

SABE DE UMA COISA?

Todos nós somos diferentes uns dos outros e cada um tem uma ou mais qualidades próprias dadas por DEUS. Não podemos exigir ou forçar para que as outras pessoas sejam parecidas conosco ou tenham nossas qualidades.

Se assim agirmos, acabaremos fazendo com que elas sofram, e no final, elas poderão não ser o que queríamos que fossem… e ainda pior, elas poderão não mais fazer o que faziam bem feito.

RESPEITAR AS DIFERENÇAS É AMAR AS PESSOAS COMO ELAS SÃO!

                                                                                                                          Velho sábio

O mundo ta perdido mesmo ,A MAQUINA DE BRINCAR – LIVRO SATANISTA PARA CRIANÇAS

Share Button

    Um livro distribuído nas escolas públicas do Brasil para estudantes matriculados no Ensino Fundamental se tornou o centro de uma polêmica, quando uma internauta divulgou imagens de trechos dos poemas, com supostas apologias ao diabo.

   “A Máquina de Brincar”, escrito pelo gaúcho Paulo Bentancur, traz uma série de contos em forma de poema, e entre eles, alguns em que o diabo é mencionado como “um bom parceiro”

Imagina que seu filho chegue da escola com um livrinho que foi distribuído, então você nota algo diferente, como um poema satânico e uma oração ao Satanás. Imaginou? Provavelmente você está se perguntando se é possível, como isso poderia chegar às mãos de uma criança e ser partilhado por uma escola inteira? 

   É um caso verídico que anda perambulando o Facebook depois que uma mãe, Janilda Prada , compartilhou fotos do livro A Máquina de Brincar e recebeu diversas reações e apoio. Janilda encontrou algo estranho nesse livrinho que sua filha de 9 anos trouxera da escola. O livro tem duas etapas: para se ler ao claro e para ler no escuro. Justamente essa última contém poemas satânicos, conforme as imagens: 

PROCURADORIA FAVORÁVEL À CASSAÇÃO DE PIMENTEL

Share Button

Justiça-EleitoralBrasil 21.02.17 18:03

Acaba de sair o parecer da Procuradoria Regional Eleitoral em Minas Gerais favorável à cassação do governador Fernando Pimentel e de seu vice na ação movida pelo PSDB por irregularidades nos gastos da campanha eleitoral

vereador Leordino acompanhou de perto todo o processo de licitação do combustível

Share Button

bvereador Leordino acompanhou de perto todo o processo de licitação do combustível, verificando toda a documentação exigida. Cabe a todos os vereadores fiscalizarem, mas a participação popular também é importante para que todos fiquem a par dos fatos que ocorrem.

Prefeito de Mariana cassado

Share Button

Resultado de imagem para justiça eleitoralA Justiça Eleitoral cassou o mandato do prefeito de Mariana (MG), Duarte Júnior, e do seu vice, Newton Godoy, por compra de votos e prejuízo aos cofres públicos, informa o Valor.

“A decisão da juíza Marcela Oliveira Decat de Moura também determina a anulação dos votos recebidos por eles na eleição do ano passado e a realização de novas eleições para Prefeitura de Mariana”, diz a reportagem.

MPF: Sérgio Cabral é denunciado por mais 148 crimes

Share Button
O ex-governador do Rio de Janeiro, Sérgio Cabral, foi denunciado pelo Ministério Público Federal (MPF), pelo crime de lavagem de dinheiro.
Além dele, seu ex-assessor Ary Filho e Carlos Miranda também foram indiciados.
Segundo os procuradores, Cabral praticou crimes de lavagem de dinheiro em 148 oportunidades. O ex-governador já havia sido denunciado por 184 crimes de lavagem. Se a denúncia desta terça-feira (21) for aceita serão 342 crimes apenas de lavagem de dinheiro praticado pelo ex-governador.

Em sabatina para o STF, Moraes rebate polêmicas e diz que imprensa inventa

Share Button
Por Folhapress | Fotos: Agência Brasil

Nas quatro primeiras horas da sabatina para que assuma vaga de ministro do STF (Supremo Tribunal Federal), o ministro licenciado Alexandre de Moraes (Justiça) procurou rebater polêmicas envolvendo seu nome.

Filiado até recentemente ao PSDB, ex-secretário de Segurança Pública do governo tucano de São Paulo e ministro do governo Michel Temer, Moraes disse que atuará com imparcialidade, caso seja confirmado pelos senadores ministro do STF.

“Eu me julgo absolutamente capaz de atuar com absoluta imparcialidade, absoluta neutralidade dentro do que determina a Constituição”, disse reiteradas vezes.

As primeiras perguntas foram feitas por internautas e encaminhadas pelo relator do processo de escolha do ministro, Eduardo Braga (PMDB-AM).

O primeiro tema polêmico enfrentado por Moraes foi a acusação de que havia advogado para a façcão criminosa PCC (Primeiro Comando da Capital), o que ele negou e explicou.

“Não tenho absolutamente nada contra aqueles que são, que exercem a advocacia dentro das normas éticas e legais em relação a qualquer cliente, inclusive o PCC. Jamais fui advogado do PCC e de ninguém ligado ao PCC”, afirmou Moraes.

Nas demais questões, procurou ser breve nas explicações.

Quanto à denúncia de ter plagiado trechos da obra do jurista espanhol Francisco Rubio Llorente (1930-2016), como mostrou a Folha, ele disse que a história foi inventada por um candidato reprovado de concurso público, qualificou a reportagem que trouxe a história à tona como “maldosa” e disse que a viúva do autor foi “induzida pelo repórter” a se manifestar sobre a cópia.

“O próprio tribunal constitucional espanhol diz que o conteúdo citado é de decisões públicas”, afirmou.

Moraes criticou a imprensa em outros momentos da sabatina. “A imprensa inventa às vezes o que bem entender”, afirmou nesta tarde.

Moraes também minimizou o fato de ter declarado ao Senado não ter parentes que exerçam ou que tenham exercido atividades vinculadas à atividade profissional dele.

O escritório da família Moraes tem pelo menos seis ações em andamento no STF. A mulher de Alexandre de Moraes, Viviane Barci de Moraes, é uma das advogadas responsáveis pelos processos.

“Minha esposa é advogada? É. Conheço ela há 30 anos. É advogada há mais de 20 anos. Eu pergunto: qual é o problema?”, ponderou.

“Obviamente, em assumindo o cargo de minsitro do STF, todos os casos em que minha esposa tenha atuado, em que o escritório tenha atuado, todos eles eu me darei por impedido”, afirmou Moraes.

Na busca de se tornar ministro do STF, Moraes também afirmou “não haver nada de ilícito” sobre investigação da PF e do Ministério Público Federal sobre ele no âmbito da Operação Acrônimo.

Em outubro de 2016, documentos apreendidos na empresa JHSF Participações indicavam pagamento de R$ 4 milhões à firma de Moraes. A documentação está sob sigilo.

“Não havia nenhum indício de atividade ilícita”, afirmou o ministro. “Não houve investigação porque não há absolutamente nada”.

Em 7 de outubro passado, a Folha de S.Paulo revelou a existência da petição sobre Moraes. Ela passou a tramitar no tribunal em 14 de setembro. Em agosto, a PF havia apreendido planilhas na sede da JHSF que mostravam pagamentos de R$ 4 milhões ao escritório do ministro de 2010 a 2014, em período em que não exerceu cargo público.

Antes de ingressar em temas polêmicos, a principal argumentação de Alexandre de Moraes foi a audiência de custódia para crimes de menor gravidade, com o objetivo de dar celeridade e reduzir o número de processos no país.

Segundo Moraes, esse tipo de resolução é uma espécie de “habeas corpus social” e resultaria em uma “Justiça rápida”.

O ministro licenciado disse não ver inconstitucionalidade em prisões em segunda instância e negou que pretenda analisar caso a caso.

Já sobre a questão do foro privilegiado, Moraes disse que a ampliação de prerrogativa trouxe dificuldades operacionais que precisam ser sanadas.

“Nossa Constituição é a que tem o maior número de prerrogativas de foro. Necessariamente a prerrogativa de foro é ruim? Isso precisa ser discutido”, pontuou.

Moraes evitou entrar no mérito da descriminalização das drogas. Limitou-se a defender foco no combate ao crime organizado e aos grandes traficantes.

Ele também se esquivou de perguntas feitas por senadores da oposição.

Moraes não falou, por exemplo, da atuação a Polícia Militar de São Paulo durante manifestações —quando ele era secretário estadual da Segurança Pública—, não abordou a ocupação de escolas nem sua relação com o ex-deputado Eduardo Cunha (PMDB-RJ).

Ele não comentou também a sabatina informal a que foi submetido na chalana champagne, barco do senador Wilder Morais (PP-GO), em Brasília.

ESTRATÉGIA DA OPOSIÇÃO — Desde que teve início a sessão, às 10h14, a oposição adotou a estratégia de desgaste de Moraes.

Senadores da Rede, do PSOL e do PT apresentaram questões de ordem, tentando inclusive adiar a sabatina por não ter informado da atuação de sua mulher.

“Se esposa não for parente, ninguém mais é. Houve clara omissão”, diz o senador Randolfe Rodrigues (Rede-AP).

Todas as questões de ordem foram indeferidas pelo presidente da CCJ, Edison Lobão (PMDB-MA).

A oposição tentou então constranger os senadores que são alvo da Operação Lava Jato. Ré no âmbito da investigação, a senadora Gleisi Hoffmann (PT-PR) se declarou impedida de votar na sabatina de Alexandre de Moraes. Outros oito alvos da Lava Jato integram a CCJ.

OS PROFESSORES EM ASSEMBLEIA HOJE DIA 21/02/17 DECIDIRAM PARAR AMANHÃ TERAM UMA REUNIÃO COM O PREFEITO SE NÃO TIVER ACORDO ARISCADO O ANO LETIVO JÁ COMEÇAR EM GREVE

Share Button

Quem prestou serviço a saúde o secretaria de saúde também o secretario jorge Luiz pagara

Share Button

Resultado de imagem para secretaria de saude de poçoes ba