Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Preço médio da gasolina cai em 12 estados e no DF na semana, diz ANP No DF, custo caiu 9 centavos; em Pernambuco preço subiu 7 centavos. Preço no país caiu menos de 1 centavo 15 dias após anúncio da Petrobras.

Share Button

Os preços médios do litro da gasolina para o consumidor caíram em 12 estados e no Distrito Federal na semana que se encerrou no sábado (29). A retração ocorreu duas semanas após a Petrobras anunciar a redução do preço da gasolina nas refinarias. Apesar de registrarem preços menores na semana passada, apenas oito desses estados praticaram preços abaixo dos valores registrados antes do anúncio da Petrobras.

Em outros 12 estados o preço médio da gasolina subiu na semana passada e em outros dois ficou estável.  O levantamento foi feito pelo G1 com base nos dados da Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

No país, na semana encerrada no dia 29 de outubro, o preço médio do combustível para o consumidor ficou em R$ 3,669 – queda de apenas R$ 0,002 em relação à semana terminada em 22 de outubro, quando o preço era de R$ 3,671, ou seja, menos de 1 centavo.

Na semana terminada no dia 15, em que a estatal anunciou a redução do preço, o valor médio do litro estava em R$ 3,654. Portanto, o preço ainda está acima da média apurada antes do anúncio da redução.

A ANP monitora semanalmente os preços da gasolina, etanol e diesel em todo o país. Os pesquisadores coletam os dados sobre gasolina em 5.667 postos do país.

A diferença de preços entre os estados chega a 18,8%. A gasolina mais cara na semana passada era a do Acre (R$ 4,117 o litro). Já a mais barata era no Distrito Federal (R$ 3,465).

Onde o preço caiu: Acre, Amazonas, Bahia, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraíba, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul e Tocantins.

Onde o preço subiu Alagoas, Amapá, Ceará, Goiás, Mato Grosso, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rondônia, Roraima, São Paulo e Sergipe.

Onde ficou estável: Pará e Santa Catarina

Distrito Federal registrou maior queda no preço da gasolina e menor valor por litro no país (Foto: Arte/G1)Distrito Federal registrou maior queda no preço da gasolina e menor valor por litro no país (Foto: Arte/G1)

Veja ao final desta reportagem a variação de preços em todas as 27 unidades da Federação nas 4 semanas deste mês.

Diferenças de preços
De acordo com Walter Vitto, consultor de análise setorial e inteligência de mercado da Tendências, além dos diferentes valores do ICMS em cada estado, há diferença entre os custos de frete do combustível. “Estados mais distantes das refinarias tendem a ter fretes mais caros, e esse é o caso do Acre”, diz. No entanto, o estado está entre os que têm a menor alíquota de ICMS do país – 25%, segundo o Sindicato Nacional das Empresas Distribuidoras de Combustíveis e de Lubrificantes (Sindicom).

Há, ainda, diferença entre as alíquotas estaduais do ICMS incidente sobre os preços do etanol anidro, que responde por 27% da composição da chamada gasolina C, a que vai para o consumidor. No caso do Rio Grande do Sul, o percentual é de 30%. O estado com a menor alíquota do ICMS sobre o etanol anidro é Minas Gerais (14%), segundo o Sindicom.

André Braz, pesquisador da FGV/IBRE, diz que, além da carga de impostos e frete, o preço da gasolina varia também de acordo com as safras. “Os aumentos não são lineares no Brasil todo. As diferenças surgem em função do preço do álcool colocado em cada cidade por causa da safra”, diz.

Ele afirma que em estados localizados em regiões com safra de cana de açúcar, por exemplo, como São Paulo e Bahia, o etanol fica mais barato, pois não há gasto com frete. “Por outro lado, quando há entressafra na cana ou se decide exportar mais açúcar, o álcool sobe e consequentemente a gasolina. A cana joga volatilidade ao preço da gasolina”, explica.

Outro fator que pesa é a liberdade dos postos de prática de preços. “Os postos podem ter giro muito grande de vendas, que ajuda a negociar preços melhores com as distribuidoras e conseguem repassá-los para o consumidor. Assim, vendem mais por colocarem o preço para baixo”, diz.

Preço da gasolina passa de R$ 4 em algumas cidades do Sul de Minas (Foto: Reprodução EPTV)Preço da gasolina varia de estado para estado por uma série de fatores (Foto: Reprodução EPTV)

Veja a variação de preços no mês de outubro nas 27 unidades da Federação:
Acre
02/10/2016-08/10/2016: R$ 4,141
09/10/2016-15/10/2016: R$ 4,134
16/10/2016-22/10/2016: R$ 4,122
23/10/2016-29/10/2016: R$ 4,117

Alagoas
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,793
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,797
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,788
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,804

Amapá
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,667
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,668
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,698
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,713

Amazonas
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,796
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,798
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,630
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,575

Bahia
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,722
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,790
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,817
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,807

Ceará
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,881
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,860
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,830
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,834

Distrito Federal
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,490
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,357
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,558
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,465

Espírito Santo
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,712
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,710
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,693
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,667

Goiás
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,791
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,835
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,829
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,863

Maranhão
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,557
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,574
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,564
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,543

Mato Grosso
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,697
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,712
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,708
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,719

Mato Grosso do Sul
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,455
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,470
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,499
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,488

Minas Gerais
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,688
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,705
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,733
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,732

Pará
02/10/2016-08/10/2016: R$ 4,002
09/10/2016-15/10/2016: R$ 4,004
16/10/2016-22/10/2016: R$ 4,004
23/10/2016-29/10/2016: R$ 4,004

Paraíba
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,648
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,641
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,638
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,633

Paraná
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,653
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,653
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,654
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,666

Pernambuco
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,596
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,611
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,614
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,688

Piauí
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,569
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,589
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,573
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,579

Rio de Janeiro
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,913
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,865
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,950
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,918

Rio Grande do Norte
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,870
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,827
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,859
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,850

Rio Grande do Sul
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,834
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,840
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,842
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,836

Rondônia
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,836
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,831
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,844
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,855

Roraima
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,863
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,858
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,850
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,854

Santa Catarina
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,527
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,525
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,522
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,522

São Paulo
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,448
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,458
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,472
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,480

Sergipe
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,650
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,648
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,647
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,648

Tocantins
02/10/2016-08/10/2016: R$ 3,846
09/10/2016-15/10/2016: R$ 3,842
16/10/2016-22/10/2016: R$ 3,841
23/10/2016-29/10/2016: R$ 3,819