Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Daily Archives: 10/11/2016

Prefeitura Municipal de Poções e secretaria de educação. Governo Construindo Uma Nova História.

Share Button

617d6f18-efc1-4f1b-a27a-45d4c6fcb4f2Apuração das eleições para escolha dos diretores das escolas municipais em andamento agora na secretaria municipal de educação. Veja fotos o resultado final de todas as escolas deve sair por volta da meia noite.95cd99f5-f821-4fc5-9c65-6d7ce2be44e495cd99f5-f821-4fc5-9c65-6d7ce2be44e4

PRF inicia operação nas estradas para feriado da proclamação da república na Bahia Veículos bitrem, caminhões cegonha e similares não poderão trafegar nos horários de pico

Share Button
PRF irá fiscalizar diversos carros nas rodoviasDivulgação / PRF

Ás 0h desta sexta-feira (11), a PRF (Polícia Rodoviária Federal) inicia a Operação Proclamação da República com reforço no policiamento em trechos estratégicos das rodovias federais que cortam o estado. Até às 23h59 da próxima terça-feira (15), o órgão informou que as ações de policiamento preventivo serão aumentados em trechos com maior índice de acidentes.

A policia informou que registrou quedas sucessivas no número de mortes e acidentes graves em rodovias federais do país nos últimos anos. Apesar deste dado, o saldo de aproximadamente seis mil mortes por ano em acidentes nas rodovias federais ainda é preocupante.

A operação contará com ações de educação para o trânsito buscando sensibilizar motoristas e passageiros de seus papéis na construção de um trânsito mais seguro. Uma das ações será o Cinema Rodoviário que ocorrerá a partir das 16h da sexta-feira (11), na área de um posto de combustíveis no Paraguaçu, localizado na BR 116 Sul.

Restrição de veículos de carga

Para aumentar a fluidez do trânsito nas rodovias federais de pista simples, o tráfego de caminhões bitrens, veículos com dimensões excedentes e caminhões cegonhas sofrerá restrição durante o feriado. Segundo a PRF, nos dias e horários de maior movimento, esses veículos não poderão transitar, independentes de estarem carregados e ainda que possuam AET (Autorização Especial de Trânsito).

O motorista que descumprir a determinação será notificado pela PRF. Trata-se de uma infração média, gerando multa de R$ 130,16 e quatro pontos na Carteira de Habilitação. Além disso, o condutor será deverá permanecer com o veículo estacionado até o final da restrição.

Falso dentista que atuava há 25 anos é preso após denúncia anônima na BA Homem realizava instalação de aparelho ortodôntico e prótese em Itapetinga. Na última terça, outro falso dentista que atuava há 40 anos também foi preso

Share Button
Equipamentos e materiais encontrados com falso dentista que foi preso após denúncia anônima em cidade da Bahia (Foto: Divulgação/CRO-BA)Equipamentos e materiais encontrados com falso dentista que foi preso após denúncia anônima em cidade da Bahia (Foto: Divulgação/CRO-BA)

Um homem de 49 anos foi preso em flagrante exercendo ilegalmente a profissão de dentista em Itapetinga, no sudoeste da Bahia, nesta quinta-feira (10). Segundo informações do Conselho Regional de Odontologia da Bahia (CRO-BA), o suspeito atua de maneira ilegal há 25 anos, e realizava uma média de cinco atendimentos por dia para instalação de aparelho ortodôntico e prótese. Na terça-feira (8), um idoso de 68 anos foi preso em flagrante exercendo ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista em Itororó, região sul do estado.

Outros materiais que foram achados com o dentista em Itapetinga (Foto: Divulgação/CRO-BA)Outros materiais que foram achados com o
dentista em Itapetinga (Foto: Divulgação/CRO-BA)

A prisão ocorreu após denúncia anônima, em uma ação conjunta entre a Polícia Militar e a Vigilância Sanitária. Os equipamentos encontrados no consultório foram apreendidos e encaminhado para delegacia. O homem foi levado para a delegacia, mas vai aguardar o processo em liberdade.

De acordo com Viviane Sarnento, presidente de fiscalização do CRO-BA, 83 prisões por exercício ilegal da profissão de dentista aconteceram nos últimos três anos e seis meses na Bahia. “O CRO-BA alerta o risco para a saúde de ser atendido por uma pessoa que não é profissional e pode contrair doenças como vírus, Aids e hepatite”, disse.

Caso em Piripá
Na tarde de quarta-feira (9), o CRO-BA em parceria com a Polícia Militar, prendeu em flagrante, mais um homem que exercia ilegalmente a profissão de cirurgião-dentista. O caso foi na cidade de Piripá, também no sudoeste da Bahia. O homem assim como o falso dentista preso em Itororó,  exercia a função há mais de 40 anos, e atendia em média de 5 a 8 pacientes por dia.

Os fiscais do CRO-BA acharam flagrante de moldagem de prótese, porém foram encontrados no lixo vários dentes recém-extraídos. O autor foi conduzido para delegacia e vai responder pelo exercício ilegal da profissão de odontologia. Caso condenado, ele pode pegar de seis meses a dois anos de prisão.

Governo construído uma nova história, mesmo perdendo a política entre ( ) continha fazendo obras. (construção de uma ponte na região do bezerro) este sim é governante de verdade.

Share Button

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

[FOTOPOÇOES24HORAS]

Estudante de Direito da BA diz que foi chamada de macaca em faculdade Caso ocorreu em uma unidade de ensino particular de Salvador. Estudantes envolvidas na situação cursam Direito.

Share Button

 

A estudante de Direito Jéssica Pimentel da Silva, de 25 anos, relatou nesta quinta-feira (10) ao G1 ter sido vítima de injúria racial dentro de uma faculdade particular de Salvador, após uma colega de curso a chamar de macaca e dizer que ela “deveria se olhar no espelho, pela pele negra e pelo cabelo”. Jéssica contou que a situação ocorreu na segunda-feira (7). Ela registrou o caso na Polícia Civil na terça-feira (8) e fez uma denúncia ao Ministério Público da Bahia (MP-BA) na quarta (9).

Conforme Jéssica, que chegou a fazer um desabafo no Facebook sobre a situação, a outra estudante a agrediu com palavras enquanto as duas iriam fazer um pagamento na a Faculdade Dois de Julho, no bairro do Garcia, onde elas estudam.

“Eu estava na fila do setor financeiro, aguardando minha vez pra efetuar o pagamento da minha mensalidade. Havia apenas um caixa em funcionamento [no local há três guichês]. Sem dar explicações e muito menos um ‘boa noite’, encosta uma mulher no guichê do lado, pergunta a outra funcionária da faculdade se ela viria abrir o outro caixa e ficou aguardando. A funcionária, sem perceber que ela havia ‘furado’ a fila, a atendeu. Eu observei e nada disse. Minha vez chegou. O atendente me chamou e perguntei: ‘aqui existe caixa preferencial?’. Ele me respondeu: ‘não Jéssica, a fila é única’. Isso foi o suficiente para a mulher do lado se sentir no direito de bater no meu braço e me dizer: ‘Cale sua boca! Você sabe com quem está falando?'”, relatou.

Vítima registrou queixa na Polícia Civil (Foto: Acervo Pessoal/Jéssica Pimentel da Silva)Vítima registrou queixa na Polícia Civil (Foto: Acervo
Pessoal/Jéssica Pimentel da Silva)

A partir de então, conforme Jéssica, a mulher começou as agressões. “Ela disse: ‘Você deveria ficar calada, sua macaca. Deveria se olhar no espelho. Essa pele negra, esse cabelo. Fica calada que é melhor'”, revelou Jéssica sobre as palavras da outra estudante.

Por meio de nota, a Faculdade Dois de Julho disse que “é contra qualquer manifestação de preconceito contra a pessoa humana. Seja racial, religiosa, de classe ou de gênero”. Disse ainda que a suspeita das agressões foi suspensa por 10 dias.

Como o caso ocorreu no período da noite, Jéssica só pôde procurar a polícia no dia seguinte à situação. O resgistro foi feito na 1° Delegacia Territorial (DT/Barris). De acordo com a polícia, o caso está sendo averiguado, mas a estudante suspeita de injúria racial ainda não foi ouvida.

“Eu sou uma pessoa muito tranquila. Foi a primeira vez, não somente na faculdade, mas a primeira vez na minha vida que sofri uma injúria racial. Não estou desmotivada com o curso, estou desapontada pois esperava uma punição mais severa. Espero que não seja mais um caso que fique impune. Quero que ela se retrate, seja punida. Não se dirigiu a mim ainda para pedir desculpa, mas não vai mudar o que ela fez. Quem faz a diferença é a gente que não pode ficar parado”, disse Jéssica.

Prefeito de Itapetinga punido por descaso com a Educação

Share Button
10 de novembro de 2016
 
[POÇOES24HS]

[POÇOES24HS]

Prefeito de Itapetinga punido por descaso com a Educação

O prefeito de Itapetinga, município da região centro-sul da Bahia, situado a 562Km de Salvador, José Carlos Cerqueira Moura, teve suas contas referentes ao exercício de 2015 rejeitadas pelo Tribunal de Contas dos Municípios, na sessão de hoje (10.11) porque violou o artigo 212 da Constituição Federal, que impõe a aplicação de um mínimo de 25% da receita resultante de impostos e das transferências a que as prefeituras têm direito, na manutenção e desenvolvimento do ensino. O prefeito aplicou apenas o correspondente a 23,08% ao longo do ano. Além disso, o prefeito abusou nos gastos com o pagamento de pessoal, que alcançou R$81.687.283,13, valor que correspondeu a 66,80% da Receita Corrente Líquida do município em 2015.
José Cerqueira Moura terá que pagar multa de R$25.920,00 por não ter adotado medidas saneadoras exigidas pela Lei de Responsabilidade Fiscal para a recondução da despesa total com pessoal para o limite de 54%. Também foi punido com uma outra multa, esta de R$2.500,00 por irregularidades diversas que foram anotadas pelos técnicos do TCM ao examinar as contas, como por exemplo, execução orçamentária deficitária, ausência de pareceres do Fundeb e da Saúde, inobservância das regras de contabilidade pública, ausência de procedimentos licitatórios, além de outros tantos em desconformidade com a legislação. Além disso, não recolheu multas que lhe foram aplicadas em exercícios anteriores – o que por sim só, independentemente de outras razões , justificariam a rejeição das contas.
Cabe recurso

Assessoria de Comunicação

RAPAZ SUMIDO NA CIDADE DE POÇÕES APARECEU E ESTÁ TUDO BEM

Share Button

7bd75ffa-fa43-4734-b31a-3f63166b4fb1

“os índios da ilha do bananal mataram uma sucuri de 8,70mt.na região da capão de coco.ainda comeram a cobra e os ovos..” Informação de um funcionário da Funai no Estado do Tocantins’!

Share Button

f395ed66-a718-47c6-a744-53f34d4f7a16dfe99391-3e02-411e-97e3-7e5d52c86aa6c1e5ebe7-691a-466a-8b71-3896467face3

Prefeito e ex-prefeita de Ibicaraí (BA) são denunciados por sonegação de tributos

Share Button
[POÇOES24HS]

[POÇOES24HS]

Lenildo Alves Santana e Monalisa Gonçalves Tavares sonegaram mais de R$ 618 mil

O Ministério Público Federal (MPF) denunciou Monalisa Gonçalves Tavares e Lenildo Alves Santana, ex-prefeita e prefeito de Ibicaraí (BA), respectivamente, por sonegação de tributos. Os dois prestaram declarações falsas para a Declaração de Débitos e Créditos Tributários Federais (DCTF) com o objetivo de reduzir tributos devidos para a União em 2007 e 2008, na gestão de Monalisa Gonçalves, e em 2009, durante a gestão de Lenildo Alves.

O município de Ibicaraí foi selecionado para verificar a precisão da apuração e recolhimento do Programa de Formação do Patrimônio do Servidor Público (Pasep) pelos órgãos públicos municipais e estaduais. Os acusados omitiram propositalmente os valores referentes ao Pasep na declaração, resultando na sonegação de mais de R$ 618 mil. Por solicitação do MPF, a Receita Federal separou o valor do prejuízo cometido por cada denunciado.

Os recolhimentos apresentaram-se insuficientes em relação aos valores de receita registrados na contabilidade apresentada ao Tribunal de Contas dos Municípios do Estado da Bahia  (TCM/BA) e a Secretaria do Tesouro Nacional (STN).

A denúncia aguarda recebimento pelo Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF1).

Denúncia nº 762/2016/JAPS
Número do processo: IP n.º 0020419-17.2016.4.01.0000/BA (IPL n.º 0093/2015)

Assessoria de Comunicação Social
Ministério Público Federal

Pais do bebê que supostamente caiu de carro em movimento são presos Segundo o casal, bebê morreu depois que se soltou da cadeirinha e caiu de carro

Share Button
Casal foi encaminhado para a 8ª Coorpin onde ficarão custodiados a disposição da JustiçaReprodução/Record Bahia

Na última quarta-feira (9), os pais do bebê Pedro Silva Carneiro, 9 meses, foram presos no município de Itamaraju, no interior da Bahia, suspeitos de terem agredido o filho até a morte. Jorge Mendes Carneiro Junior, de 41 anos, e Erisângela Santos Silva, 38, alegam que o bebê morreu depois que caiu da cadeirinha durante uma viagem. Segundo a versão do pai do garoto, como a estrada tinha buracos, o veículo balançava muito e a porta teria aberto e a criança acabou caindo na estrada, com o carro ainda em movimento.

A Justiça decretou a prisão dos pais depois que a polícia começou a desconfiar de inconsistências nos depoimentos do casal. Os dois foram levados para a 8ª Coorpin (Coordenadoria Regional de Polícia do Interior), onde ficarão custodiados. Segundo a polícia, os pais negam serem os autores da morte do filho.

O caso

O suposto acidente aconteceu no dia 29 de outubro deste ano, quando os pais levaram o bebê para uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) em Prado, extremo sul da Bahia, mas ele já chegou sem vida. Eles contaram que viajavam quando, por conta do balanço do carro na estrada vicinal, a cadeirinha do bebê caiu. O bebê teria conseguido abrir a porta de trás e foi lançado para fora do carro.

Pedro Silva Carneiro morreu no dia 29 de outubro deste anoReprodução/Record Bahia