Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Daily Archives: 18/11/2016

DEVO PRESTA ESCLARECIMENTO SOBRE UMA MATÉRIA QUE POSTEI NÃO DEVO NADA E TO TRANQUILO QUEM DEVE É QUE TEM QUE TER MEDO DA JUSTIÇA [ TODOS QUE ESTÃO [APROVEITANDO PARA DENEGRI MINHA IMAGEM VAI SER TUDO PROCESSADO POR CALUNIA E DIFAMAÇÃO]

Share Button

1e4106eb-9f60-4990-a9ba-df65c19284cfGRAÇAS A DEUS NUNCA TIVE QUE ME ESCONDE DE POLICIA FEDERAL E NEM JUSTIÇA PORQUE NÃO DEVO NADA ARMARAM MAIOR ARAPUCA PRA MIM PARA ME JOGAR CONTRA O JUIZ E A PROMOTORIA MAIS DERAM UM TIRO NO PÉ PORQUE ALEM DE TER PARCERIA COM O MPF RESPEITO A JUSTIÇA NENHUMA MATÉRIA MINHA FALA DA JUSTIÇA E SIM DE POLÍTICOS E COMO MEU TRABALHO ALERTA A JUSTIÇA O QUE ESTA ACONTECENDO AGORA ME DIFAMAR FALANDO QUE CRITICO O TRABALHO DA JUSTIÇA VÃO TER QUE PROVAR PERANTE ELA QUE VOU ENTRA COM MEDIDAS CABÍVEIS A ESSES POLITIQUEIROS QUE QUEREM ME JOGAR CONTRA O JUDICIÁRIO PROCURARAM A PROMOTORA COM UMA MATÉRIA QUE FIZ DESTORCERAM O QUE EU QUIZ DIZER MAS SOU RESPONSÁVEL E EXPLICAREI O QUE EU QUIZ DIZER COM A MATÉRIA NÃO CITEI NOME DE NINGUÉM COLOQUEI O EMBLEMA DA JUSTIÇA COM UMA FRASE E FIZERAM DESTORCERAM PARA ME PREJUDICAR MAS VAMOS VER QUEM SERA PREJUDICADO PELO O MONTE DE BESTEIRA QUE POSTARAM EM ZAP E FACEBOOK[ DIFERENTE DE UM MONTE QUE RECEBE NOTIFICAÇÃO DA JUSTIÇA E ESCONDE EU NÃO PORQUE NÃO DEVO E A JUSTIÇA ESTA DO MEU LADO ATÉ QUE PROVEM AO CONTRARIO

ACIDENTE AGORA A NOITE PERTO DE PLANALTO ESTAMOS ESPERANDO MAIS NOTICIAS

Share Button

[POÇOES24HS]

[POÇOES24HS]

[POÇOES24HS]

[POÇOES24HS]

Draco apreende droga dentro de encomendas em distribuidora dos Correios em Salvador Cães farejadores da COE auxiliam equipes do Draco, que já realizam esse trabalho há um ano

Share Button
As encomendas tinham como destino cidades localizadas nos estados de São Paulo e Sergipe, saindo dos bairros da Barra e ItapuãDivulgação/Polícia Civil

Um quilo e 600 gramas de maconha foi apreendido, nesta sexta-feira (18), durante uma ação do Draco (Departamento de Repressão e Combate ao Tráfico de Drogas) em uma das distribuidoras dos Correios em Salvador. As encomendas tinham como destino cidades localizadas nos estados de São Paulo e Sergipe, saindo dos bairros da Barra e Itapuã, em Salvador, e do município de Lauro de Freitas, na região metropolitana de Salvador.

Os remetentes identificados serão intimados para prestar esclarecimentos, enquanto que os destinatários evem ser convocados a partir de carta precatória, encaminhada a delegacia da região.

Segundo o delegado Marcelo Novo, do Draco, há um ano o departamento realiza essa parceria com os Correios, tendo como objetivo identificar transações de drogas realizadas nesta modalidade. Cerca de 40 correspondências já foram interceptadas ao longo dessa ação.

Ainda de acordo com o delegado, a maioria das encomendas tem como destino cidades localizadas em Minas Gerais e São Paulo. A ação acontece duas vezes por semana, em dias distintos, em distribuidoras da Empresa de Correios e Telégrafos.

Prefeito de Poções Dr. Otto recebe Certificado Amigo do Conselho Tutelar

Share Button

https://1.bp.blogspot.com/-fQG_QAjIDRs/WC9ofAlwR2I/AAAAAAAAJn4/ZI8yFpiK8r8rf7TtAAOzMJTxo4K5gzKLQCLcB/s400/Foi realizado nesta quinta-feira (17-11) no Salão da AABB em Vitória fa Conquista, a solenidade de entrega de Certificado AMIGO DO CONSELHO TUTELAR DA BAHIA, onde o prefeito de Poções Dr. Otto Wagner de Magalhães, foi homenageado por ser uma das cidades que melhor remunera os Conselhos Tutelares da Bahia, esteve representando o prefeito em virtudes de agenda em Salvador, o Secretário de Administração do Município, Marcelo Santos que justificou a ausência do prefeito e deixou a mensagem de agradecimento por tão grande honraria, ao tempo que parabenizou a todos os conselhos e conselheiras tutelares, pelo seu dia, que será comemorado nesta sexta-feira(18-11).
Fonte: Prefeitura de Poções

Poções: Prefeitura Divulga Resultado Oficial das Eleições para Diretores das Escolas municipais

Share Button

https://2.bp.blogspot.com/-QMrUf2zlBKQ/WC9pqi11ZbI/AAAAAAAAJoA/Oie7sOMcbB88nfCCfMmA72sMA_mqb8DMQCLcB/s400/RESULTADOS OFICIAL DAS ELEIÇÕES PARA ESCOLHA DE DIRETORES DAS ESCOLAS MUNICIPAIS DE POÇÕES. LEIA EDITAL.
EDITAL Nº 04/2016 DE 25 DE OUTUBRO 2016.
RESULTADO DAS ELEIÇÕES PARA DIRIGENTES ESCOLARES
EDITAL Nº 04/2016
A Secretaria Municipal de Educação do Município de Poções – BA, no uso das atribuições que lhes são conferidas pela legislação em vigor, em comum acordo com a Comissão de Coordenação Geral, torna público o resultado das eleições para diretores e vice-diretores, conforme apresentado abaixo, ocorridas no dia 10 de novembro de 2016, conforme os Artigos 205 a 214 da Constituição Federal, na Lei Federal 9.394/96 e nas Leis Municipais 897/08 (Sistema Municipal de Ensino) e 900/08 (Estatuto do Magistério), regulamentada pela Lei nº 943/2010.

01 ESCOLA MUNICIPAL ALEXANDRE PORFÍRIO
CRISTIANE ALMEIDA NOLASCO
02 ESCOLA MUNICIPAL ALVINO FERREIRA PAIVA
VOLNÉA MUNIZ FIGUEREDO MASCARENHAS
03 ESCOLA MUNICIPAL ANÍSIO TEIXEIRA
ALINE CRISTINA CHAVES SILVA SOUSA
04 ESCOLA MUNICIPAL ANTÔNIO CARLOS MAGALHÃES
NAIARA ELAINE SANTOS MEDEIROS
05 ESCOLA MUNICIPAL ARNULFO RAMOS SILVA
HILDA DE JESUS DA SILVA GOMES
06 ESCOLA MUNICIPAL BEM-ME-QUER
RITA DE CÁSSIA SANTANA SILVA
07 ESCOLA MUNICIPAL CÔNEGO PITHON
GILMARA PEREIRA DE SOUSA
08 ESCOLA MUNICIPAL DEUSDNÉA MACEDO
VILMA CRISTINA AMORIM L. DA SILVA
09 ESCOLA MUNICIPAL DOM CLIMÉRIO
REGINA MIRIAN DE ALMEIDA S. CARNEIRO
10 ESCOLA MUNICIPAL JOSÉ DE ANCHIETA
ALDINE DIAS FERREIRA
11 ESCOLA MUNICIPAL JOÃO CHAVES
CHAPA NÃO ELEITA por não atingir a maioria absoluta nos segmentos Professor/Funcionário (A/B), conforme Lei nº 943/2010, Art. 16.
12 ESCOLA MUNICIPAL LUÍS HERALDO DUARTE CURVELO
MARIA APARECIDA DE JESUS PEREIRA
13 ESCOLA MUNICIPAL MARIA ROSA DIAS ROCHA CHAPA NÃO ELEITA por não atingir a maioria absoluta nos segmentos Professor/Funcionário (A/B), conforme Lei nº 943/2010, Art. 16.
14 ESCOLA MUNICIPAL MONTEIRO LOBATO
MARIA GORETTE ALVES M. ANDRADE
15 ESCOLA MUNICIPAL NADIR CHAGAS BENEDICTS
JAMILA PEIXOTO MARTINS
16 ESCOLA MUNICIPAL OTÁVIO JOSÉ CURVELO
MARIA NEIDE MORAES DE OLIVEIRA
17 ESCOLA MUNICIPAL PEDRO ALVES CUNHA
MÔNICA BRAGA DE OLIVEIRA MATTOS
18 ESCOLA MUNICIPAL PROF. ALZIRA NASCIMENTO
MATILDE MACEDO MUNHOZ DE MENEZES
19 ESCOLA MUNICIPAL TIRADENTES
PATRÍCIA RITA NOVAES
20 ESCOLA MUNICIPAL WOLNÉA MACEDO
ÂNGELA FERREIRA DE SOUSA
21 CRECHE ERONILDES BARRETO LEMOS
ANIETE FELIX MIRANDA MEIRA
22 INSTITUTO EDUCACIONAL AFFONSO MANTA ALVES DIAS
GUACYRA FARIAS DA SILVA MEIRA
23 INSTITUTO EDUCACIONAL PROFª. BOHÊMIA MARINHO
PATRÍCIA ZEFERINA FREIRE ROCHA
24 INSTITUTO DE EDUCAÇÃO INFANTIL JOAQUIM MASCARENHAS
CRISTINA DELFINO FIGUEIREDO LEONARDI
25 INSTITUTO DE EDUCAÇÃO MANOEL PADRE
MIRALVA SILVA DO CARMO PEREIRA
26 PÓLO EDUCACIONAL ABÍLIO FERREIRA CAMPOS CHAPA NÃO ELEITA por não atingir a maioria absoluta nos segmentos Professor/Funcionário (A/B), conforme Lei nº 943/2010, Art. 16.
27 PÓLO EDUCACIONAL EVANDO MASCARENHAS
VALDENICE DA SILVA NOVAIS GOMES
28 PÓLO EDUCACIONAL NOSSA SENHORA APARECIDA
AUREANE SOUSA CAMPOS
29 PÓLO EDUCACIONAL PAULO MAGALHÃES
PATRÍCIA CHAGAS CARVALHO SANTOS
CARLOS GIONANI DIAS MACEDO
Secretario Municipal de Educação
RUBNILSON SOUSA SILVA
Presidente da Comissão de Coordenação Geral

Fonte: Prefeitura de Poções

Improbidade: MPF aciona prefeita de Nova Redenção (BA) por desvio de 120 mil do Fundeb e por não dar respostas ao órgão

Share Button
Anna Guadalupe desviou verbas da conta do Fundeb para outra conta do município e não responde às requisições de informação do MPF em investigação sobre suposta irregularidade em licitação envolvendo recursos federais

[POÇOES24HS]

[POÇOES24HS]

A prefeita de Nova Redenção (BA), município situado a 460 km de Salvador, responde a mais duas ações de improbidade movidas pelo Ministério Público Federal (MPF) em Irecê. Anna Guadalupe Pinheiro Luquini Azevedo é acusada de desviar 120 mil reais do Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb) e de não atender as requisições de informações do MPF sobre supostas irregularidades em licitação envolvendo recursos federais. Em julho de 2016, a prefeita já foi acionada pelo MPF por não prestar informações requisitadas em outro inquérito.

A ação que processa Anna Guadalupe por desvio de recursos do Fundeb, proposta em 27 de julho, tem como base processo julgado pelo Tribunal de Contas dos Municípios (TCM) em 2015, que aprovou as contas da prefeita referentes ao ano de 2014 com ressalvas. Isso porque o TCM identificou duas transferências que somam R$120.200,00, passadas da conta específica do Fundeb para outra conta bancária da prefeitura. O recurso deveria, segundo parecer do próprio Tribunal, ser ressarcido à conta do Fundeb, o que não foi feito.

A Lei Federal n° 11.494/2007 determina que no mínimo 60% dos recursos anuais do Fundeb devem ser aplicados na remuneração dos professores da educação básica em exercício na rede pública. Os outros 40% devem ser aplicados nas demais ações de manutenção e desenvolvimento da educação básica pública. Com o desvio para outra conta, o MPF entende que o recurso não foi destinado ao seu propósito. No curso das investigações, a prefeita foi oficiada pelo órgão para apresentar informações acerca da aplicação do montante desviado, mas não atendeu às requisições do MPF.

O procurador da República Márcio Castro, autor da ação, requer medida liminar determinando a apresentação do extrato bancário da conta da prefeitura que recebeu os 120 mil reais, referente a outubro de 2014, e o bloqueio de bens da prefeita nesse mesmo valor. No fim do julgamento do processo, requer a condenação da gestora pelas sanções previstas no art. 12, incisos II e III da Lei nº 8.429/1992(Lei de Improbidade Administrativa) – especialmente o ressarcimento integral do dano e a suspensão dos direitos políticos. A ação foi proposta em 27 de julho.

A outra ação, movida pelo MPF em 5 de setembro, tem origem em representação formulada por vereador de Nova Redenção, noticiando supostas irregularidades na etapa de tomada de preços de um processo licitatório realizado pela prefeitura em 2014 para aplicação de recursos federais. Para apurar a situação, o órgão instaurou, em maio de 2015, o inquérito civil público1.14.012.000035/2015-53. De lá pra cá, o MPF requisitou informações à Anna Guadalupe por sete vezes, usando canais diferentes (ofício, telefone e e-mail) mas não obteve resposta.

De acordo com o § 3º do art. 8 da Lei Complementar nº 75/1993, “a falta injustificada e o retardamento indevido do cumprimento das requisições do Ministério Público implicarão a responsabilidade de quem lhe der causa”. Consta nas atribuições do órgão, segundo o inciso VI do art. 129 da Constituição de 1988, “expedir notificações nos procedimentos administrativos de sua competência, requisitando informações e documentos para instruí-los”.

O MPF requer medida liminar determinando que a prefeita apresente as informações solicitadas, visando a conclusão da investigação sobre suposto desvio ou má aplicação de recursos da União. No fim do julgamento, requer a condenação da gestora às sanções previstas no art. 12, inciso III da Lei nº 8.429/1992 (Lei de Improbidade Administrativa) – especialmente a suspensão dos direitos políticos.

Números para consulta processual na Justiça Federal – Subseção de Irecê:

0002700-77.2016.4.01.3312 – Ação por desvio de recursos do Fundeb

0003889-90.2016.4.01.3312 – Ação por não prestar as informações requeridas pelo MPF

STF autoriza 12º inquérito contra o presidente do Senado Ministro Dias Toffoli analisou pedido de investigação apresentado pela PGR. Assessoria de Renan disse que fatos apurados já foram esclarecidos.

Share Button

O ministro Dias Toffoli, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a abertura de mais um inquérito, o 12º, contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), em razão de uma movimentação financeira suspeita de R$ 5,7 milhões.

Procurada pelo G1, a assessoria de Renan divulgou a seguinte nota: “O senador já esclareceu todos os fatos relativos a esta questão e é o maior interessado no esclarecimento definitivo do episódio. Senador lembra ainda que foi o autor do pedido de investigação das falsas denúncias  em 2007, há quase dez anos”.

O pedido para investigar o senador foi apresentado em fevereiro pela Procuradoria Geral da República. Após o término da investigação, o órgão poderá apresentar uma denúncia (acusação fomal) e, se o STF aceitá-la, Calheiros se tornará réu numa ação penal.

Com a decisão de Toffoli, Calheiros passa a ser alvo de 12 inquéritos no STF, incluindo 9 relacionados à Operação Lava Jato.

A nova investigação tramita em segredo de Justiça. Nesta sexta (18), Toffoli determinou a realização da primeira diligência no caso. Trata-se de uma medida de investigação, pedida pela PGR ou pela Polícia Federal, para coletar provas.

A PGR também busca provas da suposta prática de lavagem de dinheiro e peculato (desvio de recursos públicos). A suspeita surgiu em outra investigação sobre Renan Calheiros, relacionada ao suposto uso de notas fiscais frias para tentar justificar renda.

O Ministério Público encontrou indícios de “infrações penais tributárias”, como sonegação de impostos, relacionadas à venda de gado, e abriu uma nova frente de investigação específica para isso.

O caso
O inquérito original surgiu de suspeitas de que um lobista ligado à empreiteira Mendes Júnior pagava a pensão de uma filha que Renan teve fora do casamento com a jornalista Mônica Veloso.

O escândalo, ocorrido em 2007, foi uma dos fatores que levou Renan, à época, a renunciar à presidência do Senado.

Em sua defesa, Calheiros chegoou a apresentar ao Conselho de Ética notas e comprovantes de transporte de gado para comprovar que tinha renda suficiente para arcar com a pensão.

Uma análise da Polícia Federal, no entanto, levantou dúvida quanto à veracidade dos documentos e a PGR denunciou o senador por falsidade ideológica. Esse inquérito já tem quase 9 mil páginas.

A investigação já levou a PGR a denunciar o senador em 2013, mas o caso ainda não foi levado para decisão do plenário da Corte.

Quase 15 motos irregulares são detidas na BR 110 durante Operação Cavalo de Aço Segundo a PRF, 205 veículos e 246 pessoas foram fiscalizados durante a ação

Share Button
Além das motocicletas recolhidas, 71 motoristas fizeram o teste do bafômetroDivulgação / PRF

A PRF (Polícia Rodoviária Federal) está realizando operações com objetivo de intensificar a fiscalização de motocicletas e prevenir acidentes de trânsito, além de ações criminosas e infrações. Segundo balanço divulgado nesta sexta-feira (18), a quinta etapa da Operação Cavalo de Aço retirou 14 motos irregulares de circulação.

Durante as atividades, a polícia disse que foram fiscalizados 205 veículos e 246 pessoas. Foram 78 autos de infrações lavrados por diversas irregularidades, grande parte por condutores que não possuíam habilitação, motos sem o devido licenciamento e com irregularidades nos equipamentos obrigatórios. Além das 14 motocicletas recolhidas, 71 condutores submeteram-se ao teste de etilômetro.

A ação foi realizada nesta quarta-feira (16), ao longo da BR 110, mais precisamente nos municípios baianos de Paulo Afonso, Ribeiro do Pombal, Jeremoabo e Cícero Dantas. De acordo com a PRF, a escolha do local é baseada em estudos estatísticos.

Os dados da PRF dizem que o crescente número de motocicletas em circulação no trânsito das cidades brasileiras tem sido acompanhado pelo aumento de acidentes envolvendo este tipo de veículo. Na década passada, entre 1996 e 2011, o número de óbitos em acidente de trânsito envolvendo motocicletas aumentou 932,1%, segundo o Mapa da Violência no Brasil 2013 – Acidentes de trânsito e motocicletas.

Conquista: Polícia intercepta carga roubada da Sadia no valor de R$300 mil

Share Button

carga-sadia

Após denúncia que uma carreta com carga roubada teria saído de Planalto para Vitória da Conquista, o Pelotão de Emprego Tático Operacional da 77ª Companhia Independente da Polícia Militar montou campana para fazer a interceptação do veículo. A carreta roubada foi localizada, e um caminhão, no qual a carga roubada havia sido baldeada, também foi apreendido e dois envolvidos foram presos na noite desta quinta-feira (17).

Um homem de 29 anos, natural do Rio de Janeiro, que dirigia a carreta, foi preso, juntamente com outro homem de 34 anos, natural de Salvador, que seguia em um VW Gol, realizando a escolta da carga.

O caminhão roubado saiu de Uberlândia em Minas Gerais com destino a Salvador e levava uma carga de produtos refrigerados da Sadia como: frango, almôndega, hot poket, pizza, chester lanche, queijos e etc. Os produtos foram avaliados em aproximadamente R$ 300 mil.

As carretas, a carga e os acusados foram conduzidos pelo PETO 77ªCIPM para a Delegacia de Polícia Civil, onde foram autuados em flagrante e estão a disposição da Justiça.

VOCÊ AI ACHA QUE O MUNDO É DOS ESPERTOS ??????????

Share Button