Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Daily Archives: 01/12/2016

PLANTÃO POLICIAL POÇOES24HORAS HOMICIDO AGORA A NOITE NO ALTO PARAÍSO NOME DA VITIMA VEI FRANÇA

Share Button

                                                                                            [FOTO ÁLBUM PESSOAL ]                                                                                                                                         AS 20;24 minutos no alto do paraíso rapaz é morto a tiros pessoas tentaram socorrer o mesmo para o hospital mas veio a óbito policia investiga crime

LUTO: Nilton Novais Dantas, aos 70 anos

Share Button
Foto: Arquivo Familiar
Foto: Arquivo Familiar

Faleceu aos 70 anos de idade, no Hospital Samur, uma das figuras emblemáticas de Vitória da Conquista: o doutor Nilton Novais Dantas. Vítima de infarto após intervenções cirúrgicas, Nilton era médico pediatra atuante no Sudoeste Baiano, passando pela Santa Casa de Misericórdia de Vitória da Conquista, Hospital Municipal Esaú Matos e Hospital Municipal e Barra do Choça. O seu corpo será velado no Salão Nobre da Pax Nacional e o sepultamento acontece logo mais às 10 horas desta quinta-feira (1), no Cemitério Parque da Cidade. Ele deixa esposa, filhos e netos.

Invasão de escorpiões em bairro de V. da Conquista preocupa moradores Situação acontece na Avenida Itabuna, bairro Brasil, no sudoeste da Bahia. Prefeitura informa que atende a denúncias feitas por moradores.

Share Button
Escorpiões preocupam moradores de Vitória da Conquista (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)Escorpiões preocupam moradores de Vitória da Conquista (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)

Uma invasão de escorpiões tem deixado moradores do bairro Brasil, na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste da Bahia, assustados. Os moradores contam que os animais aparecem com muita frequência nas casas, em estabelecimentos comerciais e podem ser vistos até nas calçadas.

O militar aposentado Osvaldino Gomes, que mora na Avenida Itabuna, conta que precisa todos os dias arrastar móveis e revistar objetos para não ser surpreendido. Ele conta que, em pouco mais de um ano morando no bairro, já encontrou mais de 30 escorpiões dentro de casa. “A última vez, encontramos um em cima da cama do meu neto. Cada dia que passa, aumenta a quantidade de escorpião. A gente quer dos órgãos competentes que apresentem uma solução para nós”, disse.

Osvaldino diz que precisa revirar todos os dias os móveis de casa (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)Osvaldino diz que precisa revirar todos os dias os
móveis de casa (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)

No quintal, para combater os escorpiões, Osvaldino diz que precisou colocar galinhas. “Eu ganhei umas e também tive que comprar outras para não deixar criar uma epidemia no quintal”, destacou. Ainda não há informações sobre o que está atraindo tantos escorpiões para o local.

A vizinha, a dona de casa Iracema Lacerda, também reclama dos insetos. Ela diz que mora no bairro há cerca de 30 anos e conta que o problema é antigo. Iracema lembra do susto que tomou uma vez quando um escorpião caiu em sua cabeça. “Foi choque muito grande, mas Deus me deu o livramento. Aqui, sempre teve muito escorpião. Não sei se vem do esgoto ou de outro lugar, mas aqui está um caso sério”, afirmou.

A prefeiura de Vitória da Conquista informou que, ao receber denúncias, o Centro de Controle de Endemias realiza visitas para orientar os moradores e vistoriar os imóveis. Informou ainda que os escorpiões encontrados são capturados e encaminhados para um laboratório para análise. O procedimento, segundo a prefeitura, segue o que orienta o Ministério da Saúde.

Maria Tereza Barce diz que pessoas picadas precisam procurar médico imediatamente (Foto: Reprodução/TV Sudoeste)Maria Tereza Barce diz que pessoas picadas
precisam procurar médico imediatamente (Foto:
Reprodução/TV Sudoeste)

A picada do escorpião pode levar à morte e o ideal é que a pessoa procure imediantamente um médico, como orienta a diretora clínica do Hospital Geral de Vitória da Conquista, Maria Tereza Barce.

“Existem os grupos que são mais sensíveis à picada do escorpião, que são formados pelas crianças e os pacientes idosos. Mas qualquer um de nós pode ter uma reação mais adversa à picada de algum animal peçonhento. O ideal é procurar um médico para ser avaliado”, afirma.

A médica conta que o soro antiescorpiônico é aplicado sobretudo nas pessoas que apresentam complicações. O medicamento, no entanto, está em falta na cidade.

“As pessoas que só sentem a dor e não desenvolvem as complicações não têm indicação de tomar o soro antiescorpiônico. Mas os grupos de risco, principalmente as crianças e os idosos, a gente costuma dar o soro, que está em falta no Ministério da Saúde. Quando não temos o soro e temos esses grupos de risco, a opção é o soro antiaracnídeo, que é eficaz, mas é mais caro”, destacou.

A médica disse ainda que 100 ampolas do soro antiescorpiônico serão encaminhadas pela Secretaria de Saúde da Bahia (Sesab) nos próximos dias para Vitória da Conquista

Suspeito de participar de licitações fraudadas em pelo menos duas cidades é preso na Bahia Ele teria desviado verbas da saúde em Palmas do Monte Alto e do transporte escolar em Pindaí

Share Button

[POÇOES24HS]

[POÇOES24HS]

Uma ação conjunta levou à prisão preventiva de André Luis Costa Donato, pelos crimes de fraude em licitação e contribuição para o desvio de verbas da saúde no município de Palmas do Monte Alto, 865 km de Salvador. De acordo com o MPF (Ministério Público Federal), Donato é ex-Secretário Municipal de Administração de Guanambi, na mesma região, e atualmente ocupa o cargo de assessor parlamentar na Câmara dos Deputados.

Segundo as informações, A prisão preventiva foi decretada porque a Justiça Federal considerou que, se o homem continuar em liberdade provavelmente irá continuar fazendo contratos fraudulentos. Investigações apontam ainda que o homem também mantém contrato supostamente fraudulento com a prefeitura do município baiano de Pindaí, 726 km da capital baiana, para a prestação do serviço de transporte escolar.

Além da prisão, foram cumpridos mandados de busca e apreensão na residência de Donato e também na residência de Valdete Rosa Martins Prado, sócia da Limpel Comércio e Representações. O MPF disse que a empresa foi contratada para fornecer materiais e equipamentos para Postos de Saúde da Família em Palmas de Monte Alto, no ano de 2008, após licitação fraudada. O esquema foi descoberto pela CGU (Controladoria Geral da União) e investigado pela PF (polícia Federal).

André Donato teria sido o responsável pela reunião da documentação para a montagem da licitação. Na ação penal, além de Donato e Valdete, o ex-prefeito de Palmas de Monte Alto, Manoel Rubens Vicente da Cruz, e mais cinco servidores municipais também são réus.

André Donato já foi condenado pela Justiça Federal em Guanambi em outras duas ações penais. Uma delas, inclusive, por formação de quadrilha voltada para a prática de fraudes a licitações.

Mudanças no pacote anticorrupção provoca protesto de juízes na Bahia Ato ocorreu na sede da Justiça Federal, em Salvador, nesta quinta (1º). Das 10 medidas originais do pacote, só 4 foram mantidas no Congresso.

Share Button
Juizes Bahia (Foto: Alan Oliveira/ G1)Ato ocorreu na sede da Justiça Federal, em Salvador  (Foto: Alan Oliveira/ G1)

Juízes federais da Bahia se reuniram nesta quinta-feira (1), na sede da Justiça Federal da Bahia, no Fórum Teixeira de Freitas, em Salvador, em um ato contra as mudanças do pacote de medidas anticorrupção aprovadas pela Câmara na quarta-feira (30). O protesto foi acompanhado por servidores públicos da Justiça.

Os magistrados discursaram contra as propostas, liderados pelos juízes Saulo Casali, delegado da Associação dos Juízes Federais do Brasil (AJUFE) na Bahia, e Fábio Ramiro, presidente da Associação dos Juízes Federais da Bahia. Em seguida, todos fizeram um minuto de silêncio e posteriormente cantaram o hino do Brasil.

De acordo com o juiz Saulo Casali, o intuito do ato é chamar a atenção da população, dos servidores e das autoridades para a desfiguração do pacote, que inicialmente dez medidas e ficou apenas com quatro.

O texto original foi apresentado pelo Ministério Público, que acompanhou as discussões na Câmara e deu aval à nova proposta. Com a aprovação na Câmara, o projeto segue para análise do Senado.

[QUERENDO SE LIVRA DA JUSTIÇA TOMA] Relator vota para tornar Renan réu por desvio de dinheiro público Abertura de ação penal ainda depende do voto de ao menos outros 5 ministros; senador é acusado de prestar informações falsas ao Senado em 2007.

Share Button

O ministro Luiz Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), votou nesta quinta-feira (1º) em favor da abertura de uma ação penal contra o presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL). Se ao menos outros 5 dos 11 ministros concordarem, o senador se tornará réu pelo crime de peculato (desvio de dinheiro público), cuja punição varia de 2 a 12 anos de prisão.

Relator do caso, Fachin, no entanto, rejeitou outras duas acusações contra o senador no mesmo caso: falsidade ideológica (pena de até 5 anos) e uso de documento falso (pena de até 6 anos).

O peemedebista é acusado de prestar informações falsas ao Senado em 2007, ao tentar comprovar ter recursos suficientes para pagar a pensão de uma filha que teve com a jornalista Mônica Veloso. À época, havia a suspeita de que a despesa era paga por um lobista da construtora Mendes Júnior.

Além disso, também teria destinado parte da verba indenizatória do Senado (destinada a despesas de gabinete) para uma locadora de veículos que, segundo a PGR, não prestou os serviços. A empresa teria feito diversos empréstimos ao senador, também usados para justificar sua renda.

No julgamento, o plenário do STF analisa uma denúncia apresentada em 2013 pelo então procurador-geral da República, Roberto Gurgel. O caso não tem relação com a Operação Lava Jato (que apura desvios na Petrobras, na qual o senador é alvo de outros 8 inquéritos) nem com a Operação Zelotes (relacionada à suposta venda de medidas provisórias, em que ele é alvo de outra investigação). No total, Calheiros é alvo de 12 inquéritos no STF.

Se ao final do julgamento desta quinta, o STF tornar Renan réu numa ação penal, ele não precisará se afastar da presidência do Senado. No mês passado, a Corte chegou a analisar a questão e, embora tenha sido formada maioria para impedir que um réu integre a linha sucessória da Presidência da República, a decisão final foi adiada a pedido do ministro Dias Toffoli.

O presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), participou nesta quinta de audiência no Senado, com a presença do juiz federal Sérgio Moro (Foto: Dida Sampaio/Estadão Conteúdo) 

Voto
Em seu voto, Fachin entendeu haver indícios suficientes de desvio de recursos públicos, na contratação de uma locadora de veículos, entre janeiro e julho de 2005. No período, Renan destinava cerca de metade da verba indenizatória de R$ 12 mil para a empresa, que, por sua vez, emprestou R$ 178 mil ao senador. O ministro estranhou sobretudo os pagamentos em espécie.

“Chama a atenção de movimentação de quantia nada desprezível em espécie. É certo que não é proibido pagar em dinheiro, contudo a alegada opção não pode ser sumariamente desprezada”, disse.

Quanto aos crimes de falsidade ideológica e documento falso, Fachin entendeu que parte das imputações, relativas a documentos particulares, já havia prescrito. Isso ocorre quando se passa muito tempo após o suposto cometimento do crime – no caso, junho de 2007 – e a lei extingue a punição.

O ministro também considerou que a PGR não especificou que documentos apresentados ao Senado ao Renan continham dados falsos. Entre os papéis enviados, havia notas fiscais e comprovantes de transporte de gado que provariam a obtenção de renda. Mas, para Fachin, embora revelem informações diferentes, a acusação não aponta o que está certo e errado.

“Para imputar a falsidade ideológica, cumpria ao Ministério Público, que não fez aqui o que devia, demonstrar e apontar qual informação específica do documento está em desacordo com a verdade, não bastando dizer que estava em desconformidade com outros o documentos”, afirmou o ministro.

Defesa
Em defesa de Renan, o advogado Aristides Junqueira afirmou da tribuna que não havia indícios suficientes para receber a denúncia. Ele chamou a atenção para a mesma investigação levou à abertura de outro inquérito que apura movimentação suspeita de R$ 5,7 milhões nas contas do senador.

“Lá o que se apura é excesso de dinheiro na conta bancária na prestação de contas. Neste faltava dinheiro, não tinha capacidade financeira para arcar. Nesse outro, ele tem excesso de dinheiro”, ironizou.

Quanto aos documentos, disse que os laudos da Polícia Federal apontaram somente “impropriedades”. “Em hora nenhuma os autos falam em falsidade”, disse.

No processo, a defesa buscou explicar em detalhes as supostas inconsistências apontadas pela PGR na receita obtida com a venda de gado.

“Todas as operações comerciais e financeiras do noticiado foram devidamente registradas e contabilizadas. Não há um único centavo que tenha transitado nas contas bancárias do noticiado que não seja resultante dos subsídios parlamentares, verba indenizatória, venda de imóveis, empréstimos financeiros e venda de gado”, disse a defesa no processo.

Duzentos celulares são apreendidos em operação em Feira de Santana Ação ocorreu nesta quinta-feira (1º), no ‘Beco de Miguel das Ervas’. Também foram conduzidas 5 pessoas para delegacia e apreendidas armas

Share Button
Operação foi resultado de seis meses de investigação da polícia (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)Operação foi resultado de seis meses de investigação da polícia (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Cerca de 200 celulares foram apreendidos em uma operação da Polícia Civil na cidade de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, nesta quinta-feira (1º). Conforme a polícia, a ação foi feita em combate à venda de aparelhos celulares de origem suspeita.

Aparelhos foram apreendidos em local conhecido como "Beco de Miguel das Ervas" (Foto: Divulgação/ Polícia Civil)Aparelhos foram apreendidos em local conhecido
como “Beco de Miguel das Ervas”
(Foto: Divulgação/ Polícia Civil)

Cinco pessoas foram levadas para a delegacia e liberadas em seguida. A operação, chamada “Celular Legal”, ocorreu na localidade conhecida como “Beco de Miguel das Ervas”.

Ainda foram apreendidas duas armas de fogo com munição. De acordo com o delegado João Uzzum, titular da Coordenadoria de Polícia (Coorpin) em Feira de Santana, uma das armas, um revólver calibre 32, eu não tem registro para uso, foi localizado na loja de um policial militar. Conforme o delegado, não havia nenhum produto d eorigem ilícita no estabelecimento do policial e o PM vai responder em liberdade por porte ilegal de armas.

Cinquenta policiais civis e 15 viaturas participaram da operação. A ação foi resultado de seis meses de investigação de agentes da Delegacia de Repressão a Furtos e Roubos (DRFR) de Feira de Santana.

Itororó: Funcionários da prefeitura sofrem com atraso de salário há nove meses

Share Button
Itororó: Funcionários da prefeitura sofrem com atraso de salário há nove meses
Servidores que trabalham na prefeitura de Itororó, no Médio Sudoeste baiano, protestam contra atraso de salários. Parte dos funcionários, os não concursados, estão há nove meses sem receber. Já os concursados não recebem há um mês. Nesta quarta-feira (30), os trabalhadores fizeram uma manifestação em frente à prefeitura da cidade. Segundo o G1, nenhum representante da prefeitura foi localizado para dar explicações. Ainda em Itororó, motoristas de transporte escolar da zona rural também estão sem pagamento, e as despesas dos carros não têm sido pagas. Mães com auxílio maternidade atrasado também sofrem com a questão.

O grupo de transição do novo governo começa seus trabalhos na próxima segunda feira e Poções Ba

Share Button
[POÇOES24HORAS]

[POÇOES24HORAS]

[ VERGONHA NESSE PAIS DE CORRUPTOS] Famílias pagam R$ 15 de combustível em ônibus escolar: ‘Deixo de comer’ Segundo motoristas do transporte, prefeitura não tem pago pelo serviço deles. Situação ocorre na zona rural do município de Casa Nova, norte do estado.

Share Button

Estudantes que moram na zona rural de Casa Nova, no norte do estado, enfrentam dificuldades para ir à escola. Os pais dos alunos estão colocando combustível nos poucos ônibus escolares que ainda circulam. Segundo os motoristas do transporte, a prefeitura não tem pago pelo serviço deles.

A sorte do agricultor Lourival Oliveira é a moto. Ele deixa a filha todos os dias no ônibus. São dois litros de gasolina diariamente, fora os R$ 15 do ônibus, um custo de R$ 65 por semana, e que não estava no orçamento. “Para não perder o ônibus porque já está no fim do ano. Se perder, volta para trás de novo. Aí é o jeito. Deixa de comer para fazer isso”, relata o agricultor.

Estudantes aguardam mais de uma hora por transporte escolar (Foto: Reprodução/TV São Francisco)Estudantes aguardam mais de uma hora por
transporte escolar (Foto: Reprodução/
TV São Francisco)

Os irmãos Paulino e Felipe aguardam mais de uma hora pelo ônibus que leva os dois para a escola, que fica na zona urbana da cidade. A espera, além de cansativa, ocorre sem nenhum conforto.

“A gente chega aqui, mais ou menos uma hora antes do ônibus passar e espera nesse sol quente”, disse o estudante Paulino dos Passos.

Há dois meses o serviço de transporte escolar do município está parado. Os motoristas estão com os salários atrasados e decidiram suspender o trabalho. Os poucos ônibus que ainda fazem o percurso do campo para a cidade só funcionam porque os pais decidiram pagar o combustível.

A sorte do agricultor Lourival Oliveira é a moto. Ele deixa a filha todos os dias no ônibus. São dois litros de gasolina diariamente, fora os R$ 15 do ônibus, um custo de R$ 65 por semana, e que não estava no orçamento. “Para não perder o ônibus porque já está no fim do ano. Se perder, volta para trás de novo. Aí é o jeito. Deixa de comer para fazer isso”, relata o agricultor.

“Chegou no limite que não tinha mais como o dono do ônibus botar combustível para ir para Casa Nova. A mãe de um aluno ligou para o dono do ônibus e combinaram para colocar o combustível para transportar os alunos, para que eles não perdessem de ano pelo motivo do transporte”, disse o motorista Antônio dos Santos.

Mãe mostra lista com relação de pagamento do combustível (Foto: Reprodução/TV São Francisco)Mãe mostra lista com relação de pagamento do
combustível (Foto: Reprodução/TV São Francisco)

A mãe de um aluno, Gildete Rocha, mostrou a lista com os nomes e os valores pagos por estudante: R$ 15 reais por semana. Essa foi a solução que ela encontrou para que os filhos não perdessem o ano letivo. “Tem uns que tiram do Bolsa Família, outros dão uma galinha que tem no terreiro para a pessoa pagar o transporte de escola, que é o que está acontecendo. Não era para nós estarmos pagando, porque o governo manda essa verba e essa verba está entrando onde, a verba da educação?”, questiona Gildete.

Mesmo assim o combustível não é suficiente para que os ônibus circulem por todos os pontos de parada. Antes ele passava perto da casa de Djair Barbosa, mas atualmente para bem longe. Ela e as três filhas precisam caminhar mais de dois quilômetros para pegar o transporte. “Elas reclamam demais porque é longe e é cansativo para elas que são pequenas elas andarem esses quilômetros. Não tem outra alternativa”, lamenta.

Dentro do ônibus falta espaço, falta banco. Muitos estudantes viajam em pé. A estudante Maiane Nunes passa mais de uma hora assim. “É muito calor, tem muita gente que passa mal e não aguenta porque vai em pé, porque é muito cheio. Já chego cansada, com vontade de só sentar. Não dá ânimo para estudar”, conta.

O agricultor José Carlos e a filha moram na comunidade de Riacho Grande, que fica que fica a 42 quilômetros de Casa Nova. No caso deles, o transporte escolar não passa por lá e a solução encontrada por seu José Carlos foi levar a filha para a casa da irmã dele, que mora na sede do município. “Desde o início de outubro que o ônibus escolar não baixa mais e aí eu conversei com a minha irmã, perguntei se ela ficava com a minha filha aqui, para terminar o ano letivo que já está perto de terminar, e aí para ela não perder o ano, ela disse que aceitava”, relatou José Carlos.

Pai espera até quatro horas para levar e buscar filhas na escola (Foto: Reprodução/TV São Francisco)Pai espera até quatro horas para levar e buscar
filhas na escola (Foto: Reprodução/
TV São Francisco)

Josenor Silva, agricultor, não tem parentes em Casa Nova e todo dia vai de moto com as duas filhas em um percurso de mais de 20 quilômetros até a escola onde elas estudam e só vai embora quando a aula termina. São mais de quatro horas de espera. “Não tem outro jeito não, é isso mesmo. Porque eu não tenho casa aqui na rua para deixar as minhas filhas, e deixar elas aqui abandonadas eu não posso, que elas são menores de idade, a responsabilidade é minha e eu tenho que vim nesse sofrimento, gastando muito mesmo”, reclama Josenor.

Em nota, a prefeitura de Casa Nova disse que o transporte escolar continua sendo feito no interior do município normalmente. Disse ainda que o problema mostrado na reportagem se refere a algumas rotas de responsabilidade do governo do estado.

Segundo a prefeitura, os motoristas dessas rotas estão com os salários atrasados há cinco meses por que o governo do estado não está repassando a verba. Já a secretaria de Educação do estado disse, em nota, que o repasse está suspenso por causa da falta de prestação de contas da prefeitura ao programa estadual de transporte escolar.