Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

AÇOUGUES ANGELICA Leia Mais »

ERICA Leia Mais »

fundação Jose silveira Leia Mais »

JORNALISMO LEVADO A SERIO Leia Mais »

JOÃO GUILHERME MATERIAL DE CONSTRUÇÃO

Leia Mais »

CIDADE JARDIM

Leia Mais »

POÇÕES- CELL Leia Mais »

Pai diz que filho foi agredido por guarda em festa na BA; polícia apura Caso teria ocorrido na quinta-feira (29), em festa de revéillon, em Salvador Vítima tem 15 anos e teria sido surpreendida enquanto dançava no evento.

Share Button
Jailton Andrade compartilhou o caso nas redes sociais (Foto: Reprodução/Facebook)Jailton Andrade compartilhou o caso em uma rede social (Foto: Reprodução/Facebook)

O pai de um adolescente de 15 anos afirma que o filho foi agredido por um guarda municipal, na quinta-feira (29), durante um dos shows da festa de revéillon de Salvador, na Praça Cairu. O advogado Jailton Andrade relatou o caso ao G1 nesta quarta-feira (4). De acordo com ele, o filho foi agredido com um cassetete enquanto dançava no evento. O caso é investigado pela Polícia Civil e também pela Corregedoria da Guarda Municipal de Salvador.

Conforme relato do pai da vítima, o adolescente ficou com hematoma no peito por conta da agressão. Jailton Andrade compartilhou imagens que mostram a marca no filho em uma rede social na tentativa de achar testemunhas que tenham registrado a ação.

“Eu tenho um filho adolescente que foi covardemente agredido pela Guarda Municipal de Salvador, no show do Baiana System, no Comércio, no dia 29/12, e estou procurando imagens que possam identificar o agressor. Desde o ocorrido eu procuro qualquer imagem que possa identificar a cena”, diz Jailton Andrade na publicação.

Ainda segundo Jailton Andrade, no momento do ocorrido o adolescente estava na companhia de amigos. No entanto, o advogado também estava na festa e ele mesmo levou o filho no posto médico do evento, onde o jovem foi atendido e medicado.

“Ele [vítima] disse que estava dançando e o guarda passou e bateu nele. Ele caiu por cima de outras pessoas que estavam na festa e não viu mais o guarda. Ele me procurou após a agressão”, afirmou o advogado.

O caso foi registrado no posto da Polícia Civil instalado no circuito da festa e foi encaminhado para a Delegacia de Repressão aos Crimes Contra a Criança e o Adolescente (Derca). Conforme a delegada Janice Dória, plantonista da Derca, e que está à frente do caso, o adolescente passou por exame de corpo de delito e ela aguarda o resultado.

Em nota, a Guarda Civil Municipal de Salvador, informou que “já solicitou imagens da área do show, no horário informado na denúncia e que fará análise do material para apurar a denúncia e identificar a patrulha envolvida na situação e, assim, adotar as medidas cabíveis.