Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Daily Archives: 11/01/2017

Carreta carregada de componente químico tomba e BR-242 é interditada Via foi fechada parcialmente na altura da Serra do Saco, em Barreiras. Acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira (11); ninguém ficou ferido.

Share Button
Pisto precisou ser parcialmente interditada após a batida (Foto: Nino Moreira / TV Bahia)Pisto precisou ser parcialmente interditada após a batida (Foto: Nino Moreira / TV Bahia)

Uma carreta carregada de nitrato de amônia, componente químico que exposto a altas temperaturas pode liberar gases tóxicos, tombou na altura da Serra do Saco, trecho da BR-242, próximo ao município de Barreiras, cidade na região oeste da Bahia. Segundo informações da Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente aconteceu na manhã desta quarta-feira (11), e o trânsito é lento na região porque a pista precisou ser parcialmente interditada.

Ninguém ficou ferido (Foto: Nino Moreira / TV Bahia)Ninguém ficou ferido (Foto: Nino Moreira / TV Bahia)

Ainda de acordo com a PRF, o motorista tombou a carreta após perder o controle do veículo porque a pista estava molhada no momento do acidente. Apesar do susto, a carga que era transportada não foi derramada, e o motorista do automóvel não ficou ferido.

Por volta das 9h desta quarta-feira, a carreta ainda não havia sido retirada do local, e parte da pista seguia interditada pela PRF. Uma viatura do Corpo de Bombeiros também acompanhava a situação, e aguardava a chegada da seguradora que havia sido acionada para realizar o transporte da carga.

Caminhão com produto químico tombou na pista em trecho da BR-242 (Foto: Nino Moreira / TV Bahia)Caminhão com produto químico tombou na pista em trecho da BR-242 (Foto: Nino Moreira / TV Bahia)

FTC: uma liderança comprovada em Vitória da Conquista

Share Button

Descrição: Rede FTCA unidade da FTC em Vitória da Conquista tem se consolidado nos últimos anos como a principal instituição de ensino superior (IES) particular da cidade, destacando-se em toda a região sudoeste.

A instituição que oferece 18 cursos, oito deles implantados em 2016 – Medicina Veterinária, Odontologia, Farmácia, Licenciatura em Educação Física, Engenharia Elétrica, Engenharia Ambiental, Biomedicina e Gastronomia, que é tecnólogo – tem sua excelência educacional comprovada por avaliadores independentes.

O diretor da Unidade, Sérgio Magalhães, disse que os novos cursos vêm trazer mais opções para os moradores do sudoeste da Bahia, como um todo, para ingressar no ensino superior, numa demonstração do compromisso da FTC com o desenvolvimento da educação regional.

A FTC Conquista lidera por três anos seguidos, entre as faculdades privadas de Vitória da Conquista, o Índice Geral de Cursos (IGC) do Ministério da Educação (MEC). Em 2016, a Faculdade teve seus cursos avaliados pelo Ranking Universitário Folha (do jornal Folha de S.Paulo) como os melhores da cidade, deixando a FTC na liderança entre as IES particulares.

O aluno da FTC possui todas as ferramentas essenciais para se inserir no mercado de trabalho ou se aprofundar na área acadêmica. Além de reconhecidos professores com títulos de mestrado e doutorado, a faculdade possui biblioteca com acerco de 3.000 títulos, os quais podem ser acessados por meio da biblioteca virtual, e 33 laboratórios, sendo os mais novos deles os do curso de Gastronomia, inaugurados em dezembro.

O diretor Sérgio Magalhães observou que “já existia uma demanda muito grande para a implantação deste curso de Gastronomia em Vitória da Conquista” e que ele veio para “abrilhantar a região com a capacitação naquilo que o povo trata muito bem: o alimento.”

 

Desenvolvimento regional

Para a professora Ana Augusta Ribeiro Flores, coordenadora do curso de Gastronomia, o laboratório será um incentivo para os alunos, muito dos quais são oriundos do mercado de trabalho regional e “vêm evoluindo com as novas práticas”.

É o caso do estudante Gustavo Azevedo, que vai para o terceiro semestre do curso. Apaixonado por Gastronomia, ele chegou a cursar Direito, mas desistiu para se formar no curso dos seus sonhos. “A cada dia descubro uma realidade nova e pude perceber que não precisa seguir um caminho, você pode seguir várias áreas”, declarou.

Já na área gourmet de Vitória da Conquista, a estudante Cristiane Luna, que também caminha para o terceiro semestre, disse que a “faculdade veio me respaldar, dar instruções de como higienizar melhor os alimentos, dar uma segurança maior na cozinha”.

Outros laboratórios também foram entregues este ano foram o de Anatomia Animal, do curso de Medicina Veterinária, e a Clínica do curso de Odontologia, todos muito bem equipados. E os alunos dos novos cursos da FTC estão bem animados.

“Embora seja um curso novo, a FTC não deixou a desejar e vem demonstrando total interesse em formar profissionais capacitados para o mercado de trabalho”, declarou o estudante Ricardo Barreto, 29, rumo ao segundo semestre de Medicina Veterinária.
A colega dele, Aialla Soares de Souza, 21, também respalda o curso: “Quero me tornar uma excelente profissional e eu acredito que a FTC possui todos requisitos pra me ajudar nisso. A prova é o excepcional corpo docente, que tem contribuído para aprimoramento das experiências de aprendizagem e o rendimento acadêmico”.

O curso de Odontologia também satisfeito os alunos. “Apesar de sermos os primeiros a ter atividades na instituição, isso não fez diferença, pois tivemos estrutura de excelência para o desenvolvimento de nossas atividades práticas, além de professores mestres e doutores, o que demonstra uma preocupação da FTC com o curso”, comentou a estudante Tatiana Soares.

“A FTC oferece também um material vasto de conhecimento. Mesmo com o curso recente, a biblioteca dispõe de uma enorme variedade na área odontológica.
Estamos sendo preparados não só para o mercado de trabalho, mas para a vida”, opinou a futura cirurgiã dentista Mariana Marinho, 20.

Secretaria da Educação do Estado prorroga edital para alimentação escolar da Agricultura Familiar

Share Button

http://www.sec.ba.gov.br/assinatura-expresso.pngA Secretaria da Educação do Estado prorrogou para o dia 23 de janeiro de 2017 o prazo da primeira chamada pública para a aquisição de produtos oriundos da Agricultura Familiar direcionados à alimentação escolar na rede estadual de ensino. Estão sendo destinados R$ 16.353.354,05 correspondentes a 100 dias letivos. Mas, no total, serão R$ 32 milhões dedicados à compra de gêneros alimentícios da Agricultura Familiar, referentes a repasses do FNDE/PNAE e do Tesouro Estadual, em 2017.

 

Com este edital, o Estado cumpre a Lei nº 11.947/2009, que determina que pelo menos 30% dos recursos para a alimentação escolar sejam da Agricultura Familiar. O secretário da Educação do Estado, Walter Pinheiro, destacou que este edital contribuirá, significativamente, para o desenvolvimento socioeconômico e ambiental dos 27 Territórios de Identidade da Bahia e para a otimização dos recursos utilizados para a alimentação escolar.

 

“A questão fundamental nisso aqui tem a ver com o que nós estamos injetando de renda na Economia de cada cidade e diminuindo custos na Educação. Nós vamos ter uma redução brutal, por exemplo, de custos no armazenamento e de deslocamento de mercadoria. Vamos ter uma entrega e produtos cada vez mais com qualidade”, afirmou Pinheiro.

 

A ação, que tem o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Rural do Estado, beneficia fornecedores individuais, grupos formais (cooperativas) e grupos informais (associações). Os interessados em participar da chamada pública devem acessar o edital ou pegar uma cópia na sede da Secretaria da Educação do Estado (Centro Administrativo da Bahia), das 8h30 às 12h e das 14h às 18h. Todas as informações estão disponíveis no Portal da Educação:www.educacao.ba.gov.br

 

Fotos: Geraldo Carvalho

– ASCOM
Secretaria da Educação do Estado da Bahia

Embasa realiza recadastramento da Tarifa Social

Share Button

Imagem inline 1Imagem inline 2Os beneficiários da Tarifa Social da Embasa têm até 20 de fevereiro para fazer seu recadastramento junto à empresa e garantir a continuidade do benefício. Os titulares do Programa Bolsa Família devem comparecer a um dos pontos de atendimento da empresa, munidos dos seguintes documentos (cópias e originais): RG, CPF, conta da Embasa e comprovante de saque do Bolsa Família dos últimos 90 dias. Os usuários que não fizerem a atualização no prazo informado terão o benefício suspenso.

 

Voltada para a população de baixa renda cadastrada no programa federal Bolsa Família, a Tarifa Social beneficia atualmente mais de 250 mil usuários na Bahia. O recadastramento visa atualizar o banco de dados da Embasa e garantir a continuidade do benefício para todos que atendem aos critérios cadastrais.

 

Acesse http://www.embasa.ba.gov.br/centralservicos ou ligue para o telefone 0800 0555 195 e verifique a relação de pontos de atendimento.

Atacante do Fluminense está internado em estado grave após acidente automobilístico Michael bateu o carro em uma estrada ao tentar desviar de uma vaca que cruzava a via

Share Button
Carro do atacante ficou completamente destruídoReprodução/TV TEM

O jovem atacante Michael, do Fluminense, segue internado em estado grave no Hospital de Base de São José do Rio Preto, interior paulista, após sofrer um acidente automobilístico na madrugada de domingo (8), e permanecerá sedado por pelo menos 24 horas.

Michael, segundo seu assessor de imprensa, sofreu traumatismo craniano por conta da batida. O jogador estava sentado no banco do carona no momento do acidente, causado por uma vaca que tentava atravessar a estrada.

A batida aconteceu na rodovia MG-255, entre São Francisco de Sales e Itapagipe. Michael chegou a ser internado em um hospital local, mas acabou transferido para São José do Rio Preto, cidade em que começou a carreira em 2011.

Acusado de corrupção, diretor de presídio onde ocorreu massacre em Manaus é afastado Presos que foram mortos na chacina acusavam o diretor de receber dinheiro de facção

Share Button
Força Nacional chegou no AM nesta terça para reforço de segurançaEdmar Barros/10.01.2017/Futura Press/Estadão Conteúdo

O governador do Amazonas, José Melo, afastou do cargo, por tempo indeterminado, o diretor interino do Compaj (Complexo Penitenciário Anísio Jobim), José Carvalho da Silva. A sanção administrativa foi decidida depois que veio a público a informação de que, semanas antes da chacina que vitimou pelo menos 56 presos da unidade, dois detentos tinham denunciado à Justiça estadual que diretores do presídio recebiam dinheiro de organizações criminosas para permitir a entrada de armas, drogas e celulares na unidade.

Segundo a Secretaria de Comunicação do Amazonas, Silva permanecerá afastado até que os fatos sejam esclarecidos. Se ao fim da apuração as denúncias forem confirmadas, ele poderá ser exonerado e processado.

Segundo a Defensoria Pública do Amazonas, 19 dias antes da chacina em que 56 presos do Compaj foram assassinados por outros internos, os presidiarios Alcinei Gomes da Silveira e Gezildo Nunes da Silva entregaram à Defensoria duas cartas escritas à mão em que afirmavam estar recebendo ameaças de morte e temer por suas vidas, já que, segundo eles, presos ligados a facções criminosas que subornavam os diretores tinham acesso a armas, drogas e celulares.

“Eles são corruptos e recebem dinheiro da facção criminosa, facilitando a entrada de drogas e celulares e [também] a última fuga no Compaj”, escreveu Alcinei, referindo-se a diretores da unidade prisional.

Ainda de acordo com a defensoria, cópias das duas cartas foram anexadas ao processo de Gezildo, no dia 14 de dezembro, para conhecimento do juiz Luís Carlos Valois, titular da Vara de Execuções Penais. O defensor público Arthur Sant’anna Ferreira Macedo, apontou a gravidade das denúncias para pedir que Gezildo fosse transferido para o Centro de Detenção Provisória (CDP) como forma de o Estado protegê-lo e assegurar sua integridade física. Como o Poder Judiciário entrou em recesso seis dias depois, em 20 de dezembro, o pedido não foi analisado. Gezildo e Alcinei foram mortos entre o dia 1º e 2 de janeiro.

Procurado pela reportagem, o juiz Luís Carlos Valois informou, por meio da assessoria do Tribunal de Justiça do Amazonas, que não recebeu em mãos o pedido da Defensoria Pública e os documentos citados, e nem sequer foi procurado pela defesa dos presos para tratar do assunto.

“A Vara de Execuções Penais recebe centenas de documentos diariamente, inclusive de forma eletrônica e, no caso de informações sobre risco de vida de detentos, esses documentos são encaminhados pela Justiça também ao Ministério Público para ciência e manifestação, bem como à Secretaria de Administração Penitenciária do Estado, visando a obtenção de dados relacionados ao apenado. O trâmite jurídico segue o que determina a Lei de Execução Penal”, afirma o juiz em mensagem enviada à reportagem.

A presidência do Tribunal de Justiça do Amazonas determinou que os fatos sejam apurados pela Corregedoria-Geral de Justiça, que instaurou procedimento nesta terça-feira (10).

Terceirizada, a gestão do Compaj é feita pela empresa privada Umanizzare, que administra outros cinco estabelecimentos prisionais no Amazonas e dois em Tocantins. Em notas, a empresa informou que o comando geral de cada unidade é feito por servidores públicos indicados pela Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) uma vez que, legalmente, “são indelegáveis as funções de direção, chefia e coordenação no âmbito do sistema penal, bem como todas as atividades que exijam o exercício do poder de polícia”. A Umanizzare garantiu estar “colaborando com as investigações, à espera de que todos os fatos sejam esclarecidos”.