Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Category Archives: Bahia

Vice-prefeito da cidade de João Dourado morre em acidente de moto Acidente ocorreu na zona rural de América Dourada, região de Irecê. Vítima chegou a ser levada para hospital, mas não resistiu aos ferimentos.

Share Button
Vice-prefeito dirigia motocicleta que se envolveu em acidente, na tarde de terça-feira (Foto: Luciano Castro/ Central Notícia)Vice-prefeito dirigia motocicleta que se envolveu em acidente, na tarde de terça-feira (Foto: Luciano Castro/ Central Notícia)

O vice-prefeito da cidade de João Dourado, no norte do estado, morreu após um acidente entre a motocicleta que dirigia e uma van, na noite de quarta-feira (29). Adriano Alves Nunes estava na zona rural de América Dourada, região de Irecê, quando aconteceu o acidente.

Testemunhas que estavam no local disseram que o vice-prefeito permaneceu consciente depois de cair do veículo. Ele chegou a ser levado para o Hospital Regional de Irecê, mas não resistiu aos ferimentos. Não há informações sobre o motivo do acidente.

Chuva forte arrasta carros e água invade igreja em cidade da Bahia Enxurrada deixou ruas alagas em Novo Triunfo, região nordeste do estado. Previsão é de chuva para esta quinta (30), mas com menor intensidade.

Share Button

A quarta-feira (29) foi de chuva forte em Novo Triunfo, cidade na região nordeste da Bahia. A água provocou uma enxurrada no centro da cidade, chegou a invadir uma igreja, e arrastar carros que estavam na rua.

Nesta quinta-feira (30), a expectativa é de que ainda ocorra chuva no município, principalmente a partir da tarde, mas a intensidade já diminui. A temperatura mínima esperada é de 22º C, e a máxima pode chegar até 35° C.

Mais chuva
Fortes chuvas também atingiram cidades do sul e sudoeste do estado na noite de terça-feira (28) e na madrugada de quarta-feira (29). Ruas ficaram lagadas e a água ainda provocou quedas de muros e árvores. Apesar do estrago, não há registro de feridos e desabrigados.

Fortes chuvas atingiram cidade de Porto Seguro, extremo sul da Bahia (Foto: Elvis Magno dos Santos Ramos/ Arquivo Pessoal)Fortes chuvas atingiram cidade de Porto Seguro,
extremo sul da Bahia (Foto: Elvis Magno dos
Santos Ramos/ Arquivo Pessoal)

Em Porto Seguro, extremo sul, as principais ruas do centro da cidade como a Avenida dos Navegantes e Avenida Getúlio Vargas ficaram alagadas.

Uma árvore caiu em frente a uma lanchonete na Avenida Navegantes, no bairro Cambolo. Um equipe da Defesa Civil da cidade foi às ruas para verificar os pontos de alagamentos.

Em Ilhéus, ainda no sul baiano, uma árvore caiu na pista da BR-415, mas o trânsito não precisou ser interditado e árvore já foi retirada. Na região do banco da Vitória, também houve alagamento que atingiu uma casa.

Já na cidade de Vitória da Conquista, no sudoeste do estado, apesar do forte temporal, não houve desabrigados e feridos. Um muro caiu na Avenida Rosa Cruz, em um antigo abrigo, e uma casa foi alagada no bairro de Santa Cecília. Das 20h de terça-feira até a manhã de quarta-feira, foram registrados 62 milímetros de chuvas em toda a cidade. “Foi quase previsto para o mês todo, que seria de 72 milímetros. A previsão é de que a chuva continue e de tenhamos até sexta mais 45 milímetros”, disse o coordenador da Defesa Civil, Ubaldino Figueiredo.

Ruas ficaram alagadas em Porto Seguro após chuvas, na noite de terça-feira (28) (Foto: Elvis Magno dos Santos Ramos/ Arquivo Pessoal)Ruas ficaram alagadas em Porto Seguro após
chuvas, na noite de terça-feira (28) (Foto: Elvis
Magno dos Santos Ramos/ Arquivo Pessoal)

Segundo a Defesa Civil, a chuva dificultou o acesso de carros-pipa que atendem a zona rural de Vitória da Conquista, que têm dificuldade para chegar nos locais de abastecimento, por conta da lama. A Secretaria de Agricultura disponibilizou máquinas para reparar os danos.

Apesar dos estragos, a chuva é um alívio para os moradores que enfrentam racionamento no abastecimento de água desde maio do ano passado. Choveu na barragem de Água Fria, que abastece a cidade. “Em alguns locais da zona rural as cisternas chegaram a coletar 5 mil litros de água, um grande alívio para operação pipa que atende ao municipio”, disse o coordenador da Defesa Civil em Conquista.

Em Jequié, também no sudoeste, segundo a prefeitura, houve várias ruas alagadas, muros caíram e casas foram invadidas pela água. Não foi divulgado quantas pessoas foram atingidas e equipes estão trabalhando para limpar as ruas.

Apesar do estrago, ninguém ficou ferido após inundação (Foto: Elvis Magno dos Santos Ramos/ Arquivo Pessoal)Apesar do estrago, ninguém ficou ferido após alagamento (Foto: Elvis Magno dos Santos Ramos/ Arquivo

[ISSO É BRICADEIRA ESSE PREFEITO NÃO TEM MAIS O QUE FAZER NÃO ]Ordem Pública: cavalos vão usar “fraldas” para evitar queda de fezes em vias públicas de Vitória da Conquista

Share Button
Fotos: BLOG DO ANDERSON

As fezes despejadas por animais estão em todos os cantos de Vitória da Conquista, mas essa situação será outra dentro de alguns dias. A medida foi anunciada pelo Coordenador de Limpeza Pública, Joaquim Ernesto Vieira Santos, durante entrevista nesta quarta-feira (29). Com as novas medidas, as carroças serão emplacadas, os condutores vão passar por curso para receber a sua carteira de habilitação. A jornada de trabalho diária será de oito horas. Durante a conversa com a jornalista Mônica Cajaíba, da Rádio Clube de Conquista, Joaquim Ernesto comentou sobre o “fraldão”, que terá como principal objetivo evitar que os dejetos caiam no chão.

Temporal causa alagamentos e desabamentos em Jequié, na BA Forte chuva começou nas primeiras horas desta quarta-feira (29). Diante de ocorrências, prefeitura criou comitê emergencial.

Share Button
Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)Temporal deixou ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)

Uma forte chuva que caiu nas primeiras horas da manhã desta quarta-feira (29), em Jequié, região sudoeste da Bahia, causou alagamentos e desabamentos na cidade. Não há registro de desaparecidos, nem pessoas feridas gravemente.

Várias ruas ficaram alagadas, muros caíram e casas foram invadidas pela água. Segundo informações da prefeitura, já foram iniciados os trabalhos para limpeza das áreas atingidas.

A gestão do município informou, ainda, que criou um comitê emergencial envolvendo as secretarias municipais para atender os moradores e tentar solucionar os problemas causados pela chuva. As pessoas podem ligar, durante todo o dia, para o número 0800 071 1710 para fazer solicitações e informar sobre ocorrências.

De acordo com o Corpo de Bombeiros da Bahia, a forte chuva começou por volta das 4h e causou dois desabamentos, além de uma vítima ter sido resgatada de alagamento.

A forte chuva também atingiu a cidade de Vitória da Conquista, vizinha a Jequié, desde a madrugada desta quarta-feira e casou estragos. Segundo a Defesa Civil do município, nesta noite choveu 63 milímetros, quase o total previsto para todo o mês de março, que é 78 milímetros.

Um muro de um antigo albergue, na Avenida Rosa Cruz, caiu por causa da chuva. Ninguém ficou ferido. No bairro Miro Cairo também houve estragos. A enxurrada abriu valetas pelas ruas e o acesso ficou complicado para motoristas e pedestres.

Apesar do volume de chuva, a Defesa Civil de Vitória da Conqusita afirma que a situação é tranquila na cidade. No entanto, na zona rural, algumas estradas foram interditadas  após o temporal.

Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)
Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)
Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)
Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)
Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)Temporal deixa ruas alagadas em Jequié, região sudoeste da Bahia (Foto: Prefeitura de Jequié/Divulgação)

Observatório confirma que meteoro pode ter causado tremor na Bahia Sismólogos do Observatório Nacional também descartaram abalos sísmicos. Caso ocorreu no domingo (26); moradores também relataram estrondo.

Share Button
EXOSS publicou infográfico que mostra raio de visualização de testemunhas (Foto: Reprodução)EXOSS publicou infográfico que mostra raio de visualização de testemunhas (Foto: Reprodução)

O Observatório Nacional, ligado ao Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, confirmou nesta terça-feira (28) que um meteoro pode ter sido a causa de um estrondo e de um tremor registrados em Salvador e cidades vizinhas da Bahia, no último domingo (26). A equipe de sismologia do Observatório, que integra a Rede Sismográfica Brasileira, também descartou que tenha havido abalos sísmicos nas regiões onde foram relatados os tremores.

Segundo o órgão, a EXOSS, uma organização sem fins lucrativos que tem como finalidade o estudo de meteoros e que é parceira do Observatório, foi quem levantou a suspeita. Não há, no entanto, confirmação até o momento de que a queda de um meteoro tenha provocado o barulho e o tremor, mas os relatos e as imagens obtidas apontam para essa origem, segundo o órgão.

O Observatório disse que a EXOSS é uma rede colaborativa, que busca conhecer as origens, natureza e caracterização de órbitas dos meteoros. Para isso, integra as estações de monitoramento montadas por seus associados, obtendo imagens em diversos locais – entre os quais, na sede do Observatório Nacional, no Rio de Janeiro, e no Observatório Astronômico do Sertão de Itaparica, também do ON, em Itacuruba, Pernambuco.

Essa rede também reúne e analisa os relatos e imagens enviadas pelo público. Com base nos relatos e imagens obtidos no último domingo, segundo o Observatório, a EXOSS publicou um infográfico, mostrando o raio de visualização das testemunhas, que é de 120 quilômetros, o horário aproximado (7h11) e uma trajetória preliminar.

De acordo com o sismólogo Fábio Dias, nenhum sinal que possa ser relacionado a um tremor de terra foi registrado pelas estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR), nem pela estação de GDU01, situada 150 km de Salvador, o que reforça a hipótese de que o evento  tenha sido causado por um meteoro.

Foto do alto do Elevador Lacerda mostra fiéis em cortejo na Bahia (Foto: Elias Dantas/Ag. Haack)Segundo especialista, há falha geológica entre
Cidade Alta e Baixa, em Salvador
(Foto: Elias Dantas/Ag. Haack)

Suspeita
O geólogo Carlos Uchoa já havia, na segunda-feira (28), levantando a hipótesde de queda de meteoro como possível causa do tremor de terra e estrondo sentido por moradores baianos. Ele também apontou como outra possíveis causa a reativação de falhas geológicas na Baía de Todos-os-Santos. “Existem duas possibilidades: uma é reativação de falhas geológicas na Baía de Todos-os-Santos, isso é comum ao longo das últimas décadas, vários sismos têm acontecido lá. E como teve relato de feixe de luz, é possível que tenha sido a queda de um meteoro que causou o barulho e o tremor nas casas das pessoas”, avalia.

Carlos explica que uma falha geológica é o rompimento da rocha com movimentos de blocos e pode acontecer na terra ou na superfície marinha. “Como entre a Cidade Alta e Baixa, ali tem uma falha geológica. Pode ser na terra ou no fundo do oceano, mas sempre envolvendo rocha”, afirma.

Ele diz que o tremor pode não ter sido registrado por estações sismológicas porque deve ter tido baixa magnitude. “Uma coisa que levamos muito em consideração são os relatos das pessoas, porque as estações sismográficas têm limitações. Então, se foi terremoto de baixa magnitude, como deve ter sido, é possível que as estações sismográficas não tenham registrado”, explicou. Carlos ressaltou ainda que o raio de relatos de pessoas que ouviram o barulho foi maior do que o de pessoas que sentiram o tremor.

Segundo o geólogo, magnitude é a quantidade de energia liberada pelo sismo. “Isso teria que ser medido por sismógrafo, mas a gente pode falar que foi de baixa intensidade, porque são os danos físicos ocasionados pelo terremoto. E não houve danos praticamente algum, só tremor de portas e janelas, prateleiras”, afirma.

O especialista tranquiliza a população e afirma que esse tipo de tremor é comum. “São vários [sismos] desde a década de 80 para cá, sentidos por sismógrafos. Não tenham medo, porque no máximo vai tremer as paredes. Existem várias falhas geológicas próximas à Baía de Todos-os-Santos e essas falhas de vez em quando reativam. Essa reativação que vai ocasionar tremor de terra”, explica.

Funcionário de supermercado diz ter ouvido grante estrondo (Foto: Maiana Belo/G1)Funcionário de supermercado diz ter ouvido
estrondo (Foto: Maiana Belo/G1)

Relatos
Moradores de vários bairros da capital baiana relataram ter ouvido um forte estrondo seguido de suposto tremor por volta das 6h45 de domingo. A Defesa Civil de Salvador não tem ocorrência relacionada ao fato.

Há relatos da mesma situação entre moradores da região de Brotas, Candeal, Tororó, Engenho Velho de Brotas, Acupe, Rio Vermelho, Matatu e Barra.

“Ouvi um estrondo, pensei que tinha sido alguma coisa próxima ao Dique [do Tororó] ou da Fonte Nova”, disse Ailton Souza, funcionário de um supermercado da região, que fica na Rua Frederico Costa, próximo a Campinas de Brotas.

“Eu ouvi e pensei que alguma coisa muito pesada tinha caído no chão, uma janela, algo do tipo, mas quando fui ver não era nada. Foi um barulho bem forte de uma vez só”, disse o estudante Jonathas Souza. Ele mora no Dique pequeno, na região do Dique do Tororó.

Almir Ribeiro, que mora no Tororó, também relata a mesma situação (Foto: Maiana Belo/G1)Almir Ribeiro, que mora no Tororó, também relata a
mesma situação (Foto: Maiana Belo/G1)

“Acordei assustado com o barulho, mas foi o estrondo mesmo. Nada quebrou ou rachou. Olhei na janela e não vi nada”, disse o pedreiro Almir Ribeiro, que mora no Tororó, nas proximidades do Hospital Martagão Gesteira.

“Estava tomando café, quando ouvi um forte barulho. Achei que poderia ser algo caindo no prédio, mas a porta, janelas e móveis tremeram por alguns segundos, cerca de 20. Fiquei assustado e cheguei a olhar pela varanda e na porta se estava acontecendo algo com o prédio”, relatou o jornalista Raphael Carneiro, que mora no Acupe de Brotas. “Meu marido pensou que era um estouro de caixa de luz. Eu só ouvi a explosão”, disse Mariete Silva que mora em Vila Matos, região próxima ao Rio Vermelho.

Pescadores no Rio Vermelho (Foto: Maiana Belo/G1)Pescadores no Rio Vermelho
(Foto: Maiana Belo/G1)

“Eu cheguei cedo para pescar quando ouvi o barulho, mas foi só uma coisa parecida com explosão mesmo”, relatou o pescador João Carlos Nascimento, na Colônia do Rio Vermelho.

Moradores do Candeal também ouviram um forte estrondo, seguido de uma sensação de tremor rápido. Um morador da Barra contou que ainda dormia quando ouviu um barulho forte, mas não conseguiu reconhecer de onde vinha.

O centro de Sismologia da Universidade de São Paulo (USP) informou ainda, através de nota, que o “tremor sentido na Bahia não foi abalo sísmico”. “Caso as vibrações tivessem sido causadas por um tremor de terra, o tamanho da área de percepção indicaria uma magnitude de pelo menos 3 na escala Richter. Nenhuma das estações da Rede Sismográfica Brasileira (RSBR) registrou qualquer sinal que pudesse ser associado a um abalo sísmico em Salvador. Um tremor de magnitude 3 seria bem registrado até centenas de km de distância”, diz o comunicado.

Ainda conforme a USP, estações da rede sismográfica não mostraram nenhum sinal de abalo sísmico. A universidade diz ainda que outras estações na Bahia, operadas pela Universidade Federal do Rio Grande do Norte, estavam fora do ar no momento do evento.

A Universidade de São Paulo disse ainda que os abalos e trepidações ainda não têm uma causa conhecidas, “mas uma possível linha de investigação sugerida é a quebra de barreira do som por jatos da força aérea nacional”. Em nota, a Força Aérea Brasileira (FAB) informou que não realizou operações com caças supersônicos na Bahia neste domingo.

No boletim da Rede Sismográfica Brasileira (RSB), o último evento significativo registrado ocorreu na região de fronteira entre o Peru e o Brasil, neste domingo, com magnitude 4.1, o que segundo especialistas da Universidade de Brasília ouvidos pelo G1 não é capaz de ocasionar tremores na Bahia.

Professores de Feira de Santana, na Bahia, entram em greve Categoria fez protesto por 10 dias contra a Reforma da Previdência. Atividades seriam retomadas nesta segunda; 46 mil estão sem aula.

Share Button

Os professores de Feira de Santana, a cerca de 100 km de Salvador, seguem com as atividades paradas nesta segunda-feira (27). Eles suspenderam as aulas por 10 dias em protesto contra a Reforma da Previdência, mas nesta segunda-feira, quando o trabalho seria retomado, a categoria definiu pela continuidade da greve, por tempo indeterminado.

De acordo com o Sindicato dos Trabalhadores em Educação do Estado da Bahia (APLB), os profissionais pedem reajuste salarial, reformulação do plano de carreira, além da contratação de novos profissionais. Nesta tarde, os professores ocupam a sede da Secretaria da Fazenda da cidade, com o objetivo de fazer as reivindicações.

“Nós queremos um reajuste de 7,64 %, mas já recebemos uma proposta da prefeitura. O que queremos agora é que eles vejam o plano de carreira, que é muito antigo. Estamos na Secretaria da Fazenda para forçar a negocição do plano, oficialize as horas extras e falam a contratação de mais professores”, disse Marlede Oliveira, presidente da APLB.

Com a paralisação, cerca de 46 mil alunos que estudam na rede municipal de Feira de Santana, estão sem aulas. A rede possui 1.670 professores.

Escolas estão sem aulas desde a quarta-feira (15) (Foto: Reprodução/TV Subaé)Escola sem aulas em Feira de Santana
(Foto: Reprodução/TV Subaé)

Na manhã desta segunda-feira, o prefeito José Ronaldo anunciou que o ponto dos professores que não forem trabalhar deve ser cortado. Segundo o gestor, mais de 70% das escolas funcionaram durante a paralisação de 10 dias.

O prefeito disse que a gestão municipal não tem como arcar com novas despesas que seriam geradas pelas mudanças no plano de carreira reivindicadas pela APLB.

De acordo com a diretora municipal de ensino, Jozelia Araújo, as aulas serão repostas nas  unidades que tiveram greve. A Secretaria de Educação diz estar avaliando o que pode ser feito para atender os pedidos da categoria. Informou ainda que discute com os professores a possibilidade de um plano de carreira dos professores diferente da dos demais servidores municipais.

Já na rede estadual, as aulas foram retomadas nesta segunda-feira depois de 10 dias de paralisação contra a Reforma da Previdência.

Homem é vítima de calúnia na internet ao ter foto divulgada com acusação de estuprar e matar neto Texto dizia ainda que Ronaldo seria foragido e que se alguém o encontrasse deveria matá-lo

Share Button

Segundo a postagem, Ronaldo Souza, de 39 anos, teria matado e estuprado o garotoReprodução/ Record TV Itapoan

A troca de informações pela internet, principalmente nas redes sociais, pode esconder muitos perigos. Postagens maldosas, boatos ou acusações infundadas podem acabar com a vida de uma pessoa. Muita gente  costuma compartilhar postagens na internet, sem ao menos confirmar se o fato é verídico.

Em Salvador, o desempregado Ronaldo Souza, de 39 anos, foi alvo da internet depois que a foto dele com o neto circulou em uma rede social. Segundo a postagem, ele teria matado e estuprado o garoto.

O homem confessa que, após a postagem, a vida dele se transformou em um pesadelo.

— Até o jeito das pessoas me olharem… não me dizem nada, mas comentam entre si. Isso tá me deixando constrangido. Eu não sei quem é quem, eu não tô na intenção das pessoas. Minha vida tá de cabeça para baixo.

Na postagem, o internauta afirmou que Ronaldo era muito perigoso, e pedia para as pessoas ligarem para a policia se tivessem informação sobre ele. O texto ainda dizia que Ronaldo seria foragido e que se alguém o encontrasse deveria matá-lo. A publicação foi excluída depois que a família fez uma denúncia ao aplicativo.

O homem contou que registrou um boletim de ocorrência, afirmando ser vítima de calúnia, pois ele e os parentes negam a acusação. Mesmo assim, Ronaldo e a família viraram alvo de investigação da polícia.

Especialistas alertam que casos como o de Ronaldo têm se tornado comum, porque é muito fácil usar a rede social para vingança.

Julia Cunha, coordenadora psicossocial Salemet, salienta que fazer falsas acusações na internet é considerado crime previsto na legislação.

— Todas as leis valem para a internet também. Então, a depender do que você fala se for, por exemplo, uma calúnia, você imputar um falso crime a alguém, isso é passível de punição. As pessoas podem denunciar, fazer um registro de ocorrência, gravar todas as provas e buscar seus direitos na justiça.

Grupo faz protesto contra corrupção na orla da Barra, em Salvador Caminhada saiu da região do Farol até o monumento do Cristo. Manifestantes mostram apoio às investigações da Operação Lava Jato.

Share Button

Caminhada na orla da Barra, em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)uniu, neste domingo (26), na orla da Barra, em Salvador, para um protesto em apoio à Operação Lava Jato, da Polícia Federal, fim do foro privilegiado, prisão dos corruptos, celeridade no Supremo Tribunal Federal (STF) e fim da impunidade. Do Farol da Barra, eles iniciaram caminhada até a região do monumento do Cristo, também na orla.

Segundo estimativa dos organizadores, 1.500 pessoas participaram da mobilização. Por volta das 11h30, o grupo começou a caminhada em direção ao Cristo. A Polícia Militar infomou que não vai passar estimativas sobre o número de participantes.

Por volta do meio-dia, o grupo chegou ao Cristo da Barra e cantou o Hino ao Senhor do Bonfim e o Hino Nacional. Poucos minutos depois, os manifestantes começaram a deixar o local, encerrando a mobilização.

Manifestantes demonstra apoio ao juiz Sérgio Moro (Foto: Maiana Belo/G1)Manifestantes demonstra apoio ao juiz Sérgio Moro (Foto: Maiana Belo/G1)

A concentração começou por volta das 9h, em frente ao Farol. O ato tem participação de grupos como Vem Pra Rua, Ordem dos Médicos do Brasil e Movimento Nas Ruas.

“Esse é mais um ato com a pauta de combate à corrupção. Além disso, na última quarta-feira, a Lava Jato completou três anos e esse ato, que ocorre em 138 cidades do Brasil todo, é uma forma também de dar apoio à operação”, disse Antônio Braga, do Movimento Nas Ruas.

Só o povo pode mudar a situação política do nosso país. Se povo tiver consciência e se manifestar, a coisa muda”, disse a funcionária pública Graça Araújo.

A professora Gisele Rapp disse que já compareceu em outros protestos e destacou a motivação da presença dela. “Acho importante as pessoas se manifestarem sem atrapalhar a vida dos outros, por isso, gosto de vir às manifestações aos domingos. Sou a favor da Lava Jato. É necessário fazer essa limpeza e estancar essa corrupção”, pontuou.

Caminhada na orla da Barra, em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)Caminhada na orla da Barra, em Salvador, na manhã deste domingo (Foto: Maiana Belo/G1)

 

Morre na BA, aos 71 anos, a artista plástica e ex-vereadora Eliana Kertész Eliana Kertész lutava contra um câncer e morreu na manhã deste domingo. Artista, que foi esposa do ex-prefeito Mário Kertész, deixa quatro filhos

Share Button
Maria Eliana Pires Mascarenhas Kertész morreu aos 71 anos em Salvador (Foto: Reprodução / Facebook)Maria Eliana Pires Mascarenhas Kertész morreu aos 71 anos em Salvador (Foto: Reprodução / Facebook)

A artista plástica e ex-vereadora de Salvador, Maria Eliana Pires Mascarenhas Kertész, morreu no final da manhã deste domingo (26), em Salvador, aos 71 anos de idade. Ela lutava contra um câncer. A informação foi confirmada ao G1 por familiares.

Formada em administração de empresas, Eliana Kertész foi eleita vereadora em 1982. Entre os anos de 1986 e 1989, comandou a Secretaria da Educação e Cultura de Salvador, durante a gestão do ex-marido e ex-prefeito de Salvador, Mário Kertész.

Artista plástica de notoriedade internacional, Eliana marcou sua trajetória artística com a produção de esculturas que trazem à tona a beleza e sensualidade de mulheres gordas. Uma das obras mais conhecida da artista são as “Gordinhas de Ondina”, em Salvador.

Eliana deixa quatro filhos: Duda, Marcelo, Mariana e Chico Kertész – além de Sérgio, filho do primeiro casamento de Mário Kertész, a quem ela dizia que amava como um próprio filho. Eliana deixa também oito netos. A cerimônia de cremação da artista será às 17h, no Cemitério Jardim da Saudade, em Salvador.

Escultura das 'gordinhas' ficam no bairro de Ondina, em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)Esculturas das ‘gordinhas’ ficam no bairro de Ondina, em Salvador (Foto: Maiana Belo/G1)
A presidente Dilma Rousseff participou nesta terça-feira (8) da abertura da exposição "Mulheres do Brasil", da escultora Eliana Kertész, que ficará aberta ao público até 8 de novembro no Palácio do Planalto (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)Eliana Kertész ao lado da ex-presidente Dilma em exposição (Foto: Roberto Stuckert Filho/PR)

Só falta o prefeito de VITORIA DA CONQUISTA cobrar o ipva dos cavalos

Share Button

Resultado de imagem para cavalo rindo