Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Category Archives: Política

Política: Bancada de oposição negam fala ao Secretário de Saúde. menos o vereador careca do bela vista

Share Button

A saúde de Poções foi criticada nos últimos 4 meses e quando o Secretário Jorge Luís, tentou mostrar e provar o quanto a saúde tem crescido e mostrado resultados, foi bloqueado mais uma vez pelos nobres vereadores da oposição, excerto o vereador Careca, os nobres que tanto presa pelas Leis que regem a “casa” e tantas vezes nos desrespeita como profissionais e cidadãos. É muita demagogia usada, é muita hipocrisia e desrespeito para com a população em geral. Estamos vendo o tempo inteiro o descaso dos vereadores quanto aos projetos de Leis que devem ser apresentados e votados (lógico que não todos) enquanto usam o tempo que lhes é permitido apenas para se agredirem quanto colegas e representantes e a nós como os seus verdadeiros patrões. Procurem saber o que realmente acontece, pois insumos e materiais nunca foram abundância em nenhuma gestão e hoje não está sendo diferente. Mas, as prateleiras das nossas farmácias voltaram a ser abastecidas. Os exames continuam sendo marcados, com mesma boa vontade, competência e quantidade da época da gestão passada, e na atual crise manter serviços é quase que impossível. Poções tem prontuário eletrônico, atendimento multiprofissional, atendimento domiciliar… entre outros! Cada cidadão tem sido mais bem recebido e respeitado nos postos de saúde e nas urgências e emergências, do que nas sessões que vossas excelências tem promovido. Enfim, o descaso começa quando vocês tratam nossa população e profissionais com desrespeito. Se lembrem que os partidos políticos promovem vocês e quem os mantem e assegura nos cargos e os salários é a população! Respeitem os profissionais, respeitem a saúde pois são competentes e independente de partido político fazem um serviço de excelência, dignidade e sabedoria. Por fim, respeite a Secretário de Saúde.

Dos 84 investigados na Lava Jato, pelo menos 50 pretendem disputar próximas eleições

Share Button
Dos 84 investigados na Lava Jato, pelo menos 50 pretendem disputar próximas eleições

Foto: Geraldo Magela / Agência Senado

Dos 84 políticos investigados na Lava Jato, ao menos 50 demonstram interesse em permanecer na vida política. A maioria deles pretende disputar as próximas eleições, de acordo com um levantamento feito pela Folha de S. Paulo. A pesquisa foi respondida por todos os deputados e senadores que figuram as duas listas enviadas pelo procurador-geral da República, Rodrigo Janot, ao Supremo Tribunal Federal (STF), em março de 2015 e em março deste ano. Para 54 deles, não existe sequer a possibilidade de terem seus mandatos cassados, como aconteceu com o ex-presidente da Câmara Eduardo Cunha (PMDB-RJ). “Nem que a vaca tussa, medo nenhum [de processo de cassação]. Primeiro, não cometi crime. Segundo, quem não deve não teme. Se o apelido do Lula na Odebrecht era ‘amigo’ e o meu era ‘inimigo’, isso já autoexplicativo”, afirmou o deputado federal Onyx Lorenzoni (DEM-RS). Delações da empreiteira apontam que ele recebeu R$ 175 mil via caixa dois em 2006. O ex-presidente do Senado, Renan Calheiros (PMDB-AL), que é alvo de 17 inquéritos, preferiu minimizar a investigação. “Eu estou sendo investigado pela interpretação, pelo ‘ouvi dizer’. Há evidente falta de provas”, declarou. Alguns parlamentares até se ofenderam com a questão, como o senador Eduardo Braga (PMDB-AM). “É descabida [a pergunta], estamos em uma fase de inquérito, que sequer se transformou em denúncia. Essa pergunta não tem fundamento nenhum”, retrucou. Braga é acusado de receber R$ 1 milhão referente à construção da ponte Rio Negro. A pesquisa apurou ainda que 38 parlamentares veem como abuso de poder a conduta do juiz Sérgio Moro diante do processo e outros 48 enxergam problemas na atuação do Ministério Público Federal

Ontem dia 12/05/2017 ex prefeito dr OTTO e partidos aliados fizeram o que era para ser uma pequena reunião que deu mais de mil pessoas para ouvirem dr Otto que na oportunidade desmentiu boatos e falou provável eleições o candidato é ele [e para um engraçadinho que soltou um Áudio reunião da jacuzada pelo que vi deram tiro errado a jacuzada ta unida e em peso]

Share Button

[fotopoçoes24hs]O POÇOES24HS                                                                                                                                                                                                                                                FUI ACOMPANHAR DE PERTO ESSA REUNIÃO E A MUITO TEMPO ACOMPANHANDO POLITICA NUNCA VI UMA COISA DESSA 5 MESES DEPOIS OS JACUs BALEADOS COMO ALGUMAS BOCAS DIZEM NÃO É MESMO? ESTÃO EM PÉ E UNIDOS, O TIRO PEGOU DE RASPÃO E Dr. OTTO PROVOU SER UM LÍDER POLITICO E QUE  HÁ PARTIDOS ALIADOS, E ESTÃO  TODOS UNIDOS E O POVO JUNTO, ISSO É UM SINAL DE QUE ALGUMA COISA ESTÁ ERRADA. O VEZINHO ( DR OTTO)DESMENTIU  OS BOATOS QUE ESTAVAM CIRCULANDO. ESTAVAM PRESENTES TAMBEM OS  5 VEREADORES DE OPOSIÇÃO QUE FORAM  CHAMADOS DE GATOS PINGATOS POR ALGUMAS MÁS BOCAS,  FORAM APLAUDIDOS E REVERENCIADOS PELO POVO, SÃO ELES  :  LEORDINO, EDSON MEIRA , LAUDELINO, TONINHO LEMOS E CARECA DO BELA VISTA. ISSO SÓ PROVOU  QUE OS JACUS   MERECEM RESPEITO, PORQUE SÃO NADA MAIS E NADA MENOS QUE 11.442 PESSOAS.

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

[FOTOPOÇOES24HS]

 

 

 

Reforma da Previdência passa em comissão especial A próxima etapa agora é o texto ser votado em plenário. Para ser aprovada e seguir ao Senado, o governo Temer precisa de 308 votos a favor de 513 deputados.

Share Button

A comissão especial da Câmara dos Deputados concluiu a votação do texto do deputado Arthur Maia (PPS-BA) nesta terça-feira (9) e aprovou a reforma da Previdência, após discutir possíveis alterações no texto.

Agora, a próxima etapa é o texto ser votado em plenário. Para ser aprovada e seguir ao Senado, o governo Temer precisa de 308 votos a favor de 513 deputados.

O texto da reforma do relator já havia sido aprovado na quarta-feira (3) por 23 votos a favor e 14 contra. Na hora da votação dos destaques, contudo, agentes penitenciários invadiram a reunião em protesto contra a retirada da classe das regras de aposentadoria diferenciada -mesma que abrange os policiais federais, por exemplo, e a votação foi suspensa.

Das dez alterações possíveis, apenas uma foi aprovada.

Atingido pela Lava Jato, PSDB pensa em se ‘refundar’, afirma jornal

Share Button

Atingido pela Lava Jato, PSDB pensa em se ‘refundar’, afirma jornalAécio Neves, presidente nacional do PSDB | Foto: Max Haack/ Ag. Haack/ BN
Uma ala avalia a ideia de refundar o PSDB para recuperar a imagem da sigla até a eleição de 2018, após os principais nomes do partido serem atingidos pela Operação Lava Jato. Segundo a Folha de S. Paulo, parte do comando da sigla, incluindo nomes ligados ao presidente nacional Aécio Neves, passou a defender que o PSDB reconheça “erros”, principalmente em relação ao financiamento de campanhas, e reforce compromissos éticos e bandeiras liberais. Nas últimas semanas, dois tucanos procuraram Fernando Henrique Cardoso para discutir o assunto, e o ex¬presidente, segundo esses aliados, se mostrou favorável à estratégia de “retorno às origens éticas e ideológicas”. Ao mesmo tempo em que nomes históricos da sigla foram implicados na operação, começaram a ascender nas pesquisas eleitorais candidatos vinculados à antipolítica, como o deputado Jair Bolsonaro (PSC-RJ), o que tem começado a retirar parte do eleitorado tucano. Para os que pretendem a refundação, o PSDB foi gravemente ferido pelas suspeitas lançadas contra seus quadros na Operação Lava Jato por ter portado, desde o escândalo do mensalão, um forte discurso ético contra o PT. A ideia desses dirigentes é colocar o plano em prática já no segundo semestre deste ano, tempo considerado suficiente para amenizar o desgaste da legenda para as eleições de 2018. Isso, entretanto, não recebeu o aval de toda a cúpula do partido. Pesquisas internas levadas há cerca de um mês ao comando da sigla mostraram que a crise política desencadeada pelas revelações da Lava Jato e o apoio da sigla ao governo Michel Temer distanciaram o partido de seus eleitores.

Temer lista cerca de 25 ‘traidores’ que terão aliados demitidos

Share Button
Temer lista cerca de 25 'traidores' que terão aliados demitidosFoto: Marcos Corrêa / PR

Após votarem contra o governo nas propostas de reforma trabalhista e da Previdência, cerca de 25 parlamentares terão seus aliados demitidos de cargos públicos. A estratégia do presidente Michel Temer é transferir as nomeações para outros deputados em troca de votos a favor da reforma da Previdência. O governo considera ter sido traído por cerca de 70 deputados, e as demissões buscam reverter a posição de todo o grupo. Estão incluídos dez partidos, a exemplo do PMDB, PP e PSB. De acordo com apuração da Folha de S. Paulo, a lista conta com nomes como Gonzaga Patriota (PSB-PE), Cícero Almeida (PMDB-AL), Luciano Ducci (PSB-PR), Marcelo Álvaro (PR-MG), Jony Marcos (PRB-SE) e Antonio Jácome (PTN-RN). Parte da base aliada de Temer, os deputados poderão escolher quem ocupará os cargos em seu estado de origem. O DEM deve ser poupado por ter revelado os votos de 100% de seus deputados a favor da mudança nas leis trabalhistas. Auxiliares de Temer informaram que nem todas as demissões serão definitivas.

Wagner diz que não há plano B para Lula em 2018: ‘Força do plano A é muito grande’

Share Button
Wagner diz que não há plano B para Lula em 2018: 'Força do plano A é muito grande'

Foto: Reprodução / Facebook

O secretário de Desenvolvimento Econômico da Bahia, Jaques Wagner, declarou nesta sexta-feira (28) que não há um “plano B” para o caso do ex-presidente Lula não poder se candidatar ao Palácio do Planalto novamente em 2018. “Nós não estamos construindo um plano B, porque a força desse plano A é muito grande”, afirmou durante o protesto contra o governo Michel Temer no Campo Grande. Segundo ele, uma eventual prisão de Lula seria uma “arbitrariedade”: “Não há crime nenhum”, defendeu. Ao final do percurso da manifestação, Wagner também discursou em cima de um trio elétrico e fez críticas à administração de Temer. “O governo que tá aí, além de ilegítimo, veio para cumprir a vontade de meia dúzia da elite”, afirmou, convocando os trabalhadores a manterem os protestos. “É importante resistir. Hoje é um dia, mas teremos muitos dias de luta e resistência”, disse.

Veja como cada deputado votou reforma trabalhista Câmara analisa ainda 17 destaques feitos ao texto prin

Share Button
Manifestação contra as reformas na CâmaraUF
DEM   Voto
Abel Mesquita Jr. RR Sim
Alberto Fraga DF Sim
Alexandre Leite SP Sim
Carlos Melles MG Sim
Claudio Cajado BA Sim
Efraim Filho PB Sim
Eli Corrêa Filho SP Sim
Elmar Nascimento BA Sim
Felipe Maia RN Sim
Francisco Floriano RJ Sim
Hélio Leite PA Sim
Jorge Tadeu Mudalen SP Sim
José Carlos Aleluia BA Sim
Juscelino Filho MA Sim
Mandetta MS Sim
Marcelo Aguiar SP Sim
Marcos Rogério RO Sim
Marcos Soares RJ Sim
Mendonça Filho PE Sim
Misael Varella MG Sim
Missionário José Olimpio SP Sim
Norma Ayub ES Sim
Onyx Lorenzoni RS Sim
Osmar Bertoldi PR Sim
Pauderney Avelino AM Sim
Paulo Azi BA Sim
Professora Dorinha Seabra Rezende TO Sim
Rodrigo Maia RJ Art. 17
Sóstenes Cavalcante RJ Sim
Vaidon Oliveira CE Sim
Total DEM: 30
PCdoB
Alice Portugal BA Não
Chico Lopes CE Não
Davidson Magalhães BA Não
Jandira Feghali RJ Não
Jô Moraes MG Não
Luciana Santos PE Não
Orlando Silva SP Não
Professora Marcivania AP Não
Rubens Pereira Júnior MA Não
Total PCdoB: 9
PDT
Afonso Motta RS Não
André Figueiredo CE Não
Assis do Couto PR Não
Carlos Eduardo Cadoca PE Sim
Dagoberto Nogueira MS Não
Deoclides Macedo MA Não
Félix Mendonça Júnior BA Não
Flávia Morais GO Não
Hissa Abrahão AM Não
Leônidas Cristino CE Não
Pompeo de Mattos RS Não
Ronaldo Lessa AL Não
Sergio Vidigal ES Não
Subtenente Gonzaga MG Não
Weverton Rocha MA Não
Wolney Queiroz PE Não
Total PDT: 16
PEN
Erivelton Santana BA Sim
Junior Marreca MA Sim
Walney Rocha RJ Não
Total PEN: 3
PHS
Carlos Andrade RR Não
Dr. Jorge Silva ES Não
Givaldo Carimbão AL Não
Marcelo Aro MG Sim
Marcelo Matos RJ Sim
Pastor Eurico PE Não
Total PHS: 6
PMB
Weliton Prado MG Não
Total PMB: 1
PMDB
Alberto Filho MA Sim
Alceu Moreira RS Sim
Alexandre Serfiotis RJ Sim
Altineu Côrtes RJ Sim
André Amaral PB Sim
Aníbal Gomes CE Sim
Baleia Rossi SP Sim
Cabuçu Borges AP Sim
Carlos Bezerra MT Sim
Carlos Marun MS Sim
Celso Jacob RJ Sim
Celso Maldaner SC Sim
Celso Pansera RJ Não
Cícero Almeida AL Não
Daniel Vilela GO Sim
Darcísio Perondi RS Sim
Elcione Barbalho PA Sim
Fábio Ramalho MG Sim
Flaviano Melo AC Sim
Hildo Rocha MA Sim
Hugo Motta PB Sim
Jarbas Vasconcelos PE Sim
Jéssica Sales AC Sim
João Arruda PR Sim
João Marcelo Souza MA Sim
Jones Martins RS Sim
José Fogaça RS Não
José Priante PA Sim
Josi Nunes TO Sim
Kaio Maniçoba PE Sim
Laura Carneiro RJ Sim
Lelo Coimbra ES Sim
Leonardo Quintão MG Sim
Lucio Mosquini RO Sim
Lucio Vieira Lima BA Sim
Marcelo Castro PI Sim
Marinha Raupp RO Sim
Mauro Lopes MG Sim
Mauro Mariani SC Sim
Mauro Pereira RS Sim
Moses Rodrigues CE Sim
Newton Cardoso Jr MG Sim
Pedro Chaves GO Sim
Pedro Paulo RJ Sim
Rocha Loures PR Sim
Rodrigo Pacheco MG Sim
Rogério Peninha Mendonça SC Sim
Ronaldo Benedet SC Sim
Saraiva Felipe MG Sim
Sergio Souza PR Sim
Sergio Zveiter RJ Sim
Simone Morgado PA Não
Soraya Santos RJ Sim
Valdir Colatto SC Sim
Valtenir Pereira MT Sim
Veneziano Vital do Rêgo PB Não
Vitor Valim CE Não
Wilson Beserra RJ Sim
Zé Augusto Nalin RJ Não
Total PMDB: 59
PP
Adail Carneiro CE Sim
Afonso Hamm RS Não
Aguinaldo Ribeiro PB Sim
André Abdon AP Sim
André Fufuca MA Sim
Arthur Lira AL Sim
Beto Rosado RN Sim
Beto Salame PA Não
Cacá Leão BA Sim
Conceição Sampaio AM Não
Covatti Filho RS Sim
Dilceu Sperafico PR Sim
Dimas Fabiano MG Não
Eduardo da Fonte PE Não
Esperidião Amin SC Não
Ezequiel Fonseca MT Sim
Fausto Pinato SP Sim
Fernando Monteiro PE Sim
Franklin Lima MG Sim
Hiran Gonçalves RR Sim
Iracema Portella PI Sim
Jerônimo Goergen RS Sim
Jorge Boeira SC Não
Julio Lopes RJ Sim
Lázaro Botelho TO Sim
Luis Carlos Heinze RS Sim
Luiz Fernando Faria MG Sim
Maia Filho PI Sim
Marcus Vicente ES Sim
Mário Negromonte Jr. BA Sim
Nelson Meurer PR Sim
Paulo Maluf SP Sim
Renato Andrade MG Não
Renato Molling RS Sim
Renzo Braz MG Sim
Ricardo Izar SP Sim
Roberto Balestra GO Sim
Roberto Britto BA Sim
Ronaldo Carletto BA Sim
Rôney Nemer DF Não
Simão Sessim RJ Sim
Toninho Pinheiro MG Sim
Waldir Maranhão MA Sim
Total PP: 43
PPS
Alex Manente SP Sim
Arnaldo Jordy PA Não
Arthur Oliveira Maia BA Sim
Carmen Zanotto SC Não
Eliziane Gama MA Não
Luzia Ferreira MG Sim
Marcos Abrão GO Sim
Pollyana Gama SP Sim
Rubens Bueno PR Sim
Total PPS: 9
PR
Adelson Barreto SE Não
Aelton Freitas MG Sim
Alfredo Nascimento AM Sim
Bilac Pinto MG Sim
Brunny MG Sim
Cabo Sabino CE Não
Cajar Nardes RS Sim
Capitão Augusto SP Sim
Christiane de Souza Yared PR Não
Delegado Edson Moreira MG Sim
Delegado Waldir GO Não
Edio Lopes RR Sim
Giacobo PR Sim
Gorete Pereira CE Sim
João Carlos Bacelar BA Sim
Jorginho Mello SC Sim
José Carlos Araújo BA Sim
José Rocha BA Sim
Laerte Bessa DF Sim
Lúcio Vale PA Sim
Luiz Cláudio RO Sim
Luiz Nishimori PR Sim
Magda Mofatto GO Sim
Marcelo Álvaro Antônio MG Não
Marcelo Delaroli RJ Sim
Marcio Alvino SP Sim
Miguel Lombardi SP Sim
Milton Monti SP Sim
Paulo Feijó RJ Sim
Remídio Monai RR Sim
Silas Freire PI Sim
Tiririca SP Não
Vicentinho Júnior TO Sim
Vinicius Gurgel AP Sim
Zenaide Maia RN Não
Total PR: 35
PRB
Alan Rick AC Sim
Antonio Bulhões SP Sim
Beto Mansur SP Sim
Carlos Gomes RS Sim
Celso Russomanno SP Sim
César Halum TO Sim
Cleber Verde MA Sim
Dejorge Patrício RJ Não
Jony Marcos SE Não
Lincoln Portela MG Não
Lindomar Garçon RO Sim
Marcelo Squassoni SP Sim
Márcio Marinho BA Sim
Pastor Luciano Braga BA Sim
Roberto Alves SP Sim
Ronaldo Martins CE Não
Rosangela Gomes RJ Sim
Silas Câmara AM Sim
Vinicius Carvalho SP Sim
Total PRB: 19
PROS
Eros Biondini MG Não
Felipe Bornier RJ Não
Odorico Monteiro CE Não
Ronaldo Fonseca DF Não
Toninho Wandscheer PR Sim
Total PROS: 5
PRP
Nivaldo Albuquerque AL Sim
Total PRP: 1
PSB
Átila Lira PI Sim
Bebeto BA Não
Danilo Cabral PE Não
Danilo Forte CE Sim
Fabio Garcia MT Sim
Fernando Coelho Filho PE Sim
Flavinho SP Não
Gonzaga Patriota PE Não
Heitor Schuch RS Não
Heráclito Fortes PI Sim
Janete Capiberibe AP Não
JHC AL Não
João Fernando Coutinho PE Sim
José Reinaldo MA Sim
Jose Stédile RS Não
Júlio Delgado MG Não
Keiko Ota SP Não
Leopoldo Meyer PR Não
Luana Costa MA Não
Luciano Ducci PR Não
Luiz Lauro Filho SP Sim
Maria Helena RR Sim
Marinaldo Rosendo PE Sim
Paulo Foletto ES Sim
Rafael Motta RN Não
Rodrigo Martins PI Sim
Tadeu Alencar PE Não
Tenente Lúcio MG Sim
Tereza Cristina MS Sim
Valadares Filho SE Não
Total PSB: 30
PSC
Andre Moura SE Sim
Arolde de Oliveira RJ Sim
Eduardo Bolsonaro SP Sim
Gilberto Nascimento SP Sim
Irmão Lazaro BA Não
Jair Bolsonaro RJ Sim
Júlia Marinho PA Não
Pr. Marco Feliciano SP Sim
Professor Victório Galli MT Sim
Takayama PR Sim
Total PSC: 10
PSD
André de Paula PE Sim
Antonio Brito BA Não
Átila Lins AM Sim
Danrlei de Deus Hinterholz RS Sim
Delegado Éder Mauro PA Sim
Domingos Neto CE Sim
Edmar Arruda PR Sim
Evandro Roman PR Sim
Expedito Netto RO Não
Fábio Faria RN Sim
Fábio Mitidieri SE Não
Goulart SP Sim
Herculano Passos SP Sim
Heuler Cruvinel GO Sim
Irajá Abreu TO Sim
Jaime Martins MG Sim
Jefferson Campos SP Sim
João Paulo Kleinübing SC Sim
João Rodrigues SC Sim
Joaquim Passarinho PA Sim
José Nunes BA Não
Júlio Cesar PI Sim
Marcos Montes MG Sim
Marcos Reategui AP Sim
Paulo Magalhães BA Sim
Raquel Muniz MG Sim
Reinhold Stephanes PR Sim
Rogério Rosso DF Sim
Rômulo Gouveia PB Sim
Sandro Alex PR Sim
Stefano Aguiar MG Não
Thiago Peixoto GO Sim
Victor Mendes MA Sim
Walter Ihoshi SP Sim
Total PSD: 34
PSDB
Adérmis Marini SP Sim
Arthur Virgílio Bisneto AM Sim
Betinho Gomes PE Sim
Bruna Furlan SP Sim
Bruno Araújo PE Sim
Caio Narcio MG Sim
Carlos Sampaio SP Sim
Célio Silveira GO Sim
Daniel Coelho PE Sim
Domingos Sávio MG Sim
Eduardo Barbosa MG Sim
Eduardo Cury SP Sim
Elizeu Dionizio MS Sim
Fábio Sousa GO Sim
Geovania de Sá SC Não
Geraldo Resende MS Sim
Giuseppe Vecci GO Sim
Izalci Lucas DF Sim
Izaque Silva SP Sim
João Paulo Papa SP Sim
Jutahy Junior BA Sim
Lobbe Neto SP Sim
Luiz Carlos Hauly PR Sim
Mara Gabrilli SP Sim
Marco Tebaldi SC Sim
Marcus Pestana MG Sim
Mariana Carvalho RO Sim
Miguel Haddad SP Sim
Nelson Padovani PR Sim
Nilson Leitão MT Sim
Nilson Pinto PA Sim
Otavio Leite RJ Sim
Paulo Abi-Ackel MG Sim
Pedro Cunha Lima PB Sim
Pedro Vilela AL Sim
Raimundo Gomes de Matos CE Sim
Ricardo Tripoli SP Sim
Rodrigo de Castro MG Sim
Rogério Marinho RN Sim
Shéridan RR Sim
Silvio Torres SP Sim
Vanderlei Macris SP Sim
Vitor Lippi SP Sim
Yeda Crusius RS Sim
Total PSDB: 44
PSL
Alfredo Kaefer PR Sim
Dâmina Pereira MG Não
Total PSL: 2
PSOL
Chico Alencar RJ Não
Edmilson Rodrigues PA Não
Glauber Braga RJ Não
Ivan Valente SP Não
Jean Wyllys RJ Não
Luiza Erundina SP Não
Total PSOL: 6
PT
Adelmo Carneiro Leão MG Não
Afonso Florence BA Não
Ana Perugini SP Não
Andres Sanchez SP Não
Angelim AC Não
Arlindo Chinaglia SP Não
Assis Carvalho PI Não
Benedita da Silva RJ Não
Beto Faro PA Não
Bohn Gass RS Não
Caetano BA Não
Carlos Zarattini SP Não
Chico D´Angelo RJ Não
Décio Lima SC Não
Enio Verri PR Não
Erika Kokay DF Não
Givaldo Vieira ES Não
Helder Salomão ES Não
Henrique Fontana RS Não
João Daniel SE Não
Jorge Solla BA Não
José Airton Cirilo CE Não
José Guimarães CE Não
José Mentor SP Não
Leo de Brito AC Não
Leonardo Monteiro MG Não
Luiz Couto PB Não
Luiz Sérgio RJ Não
Luizianne Lins CE Não
Marco Maia RS Não
Marcon RS Não
Margarida Salomão MG Não
Maria do Rosário RS Não
Nelson Pellegrino BA Não
Nilto Tatto SP Não
Padre João MG Não
Patrus Ananias MG Não
Paulão AL Não
Paulo Pimenta RS Não
Paulo Teixeira SP Não
Pedro Uczai SC Não
Pepe Vargas RS Não
Reginaldo Lopes MG Não
Robinson Almeida BA Não
Rubens Otoni GO Não
Ságuas Moraes MT Não
Valmir Assunção BA Não
Valmir Prascidelli SP Não
Vander Loubet MS Não
Vicente Candido SP Não
Vicentinho SP Não
Wadih Damous RJ Não
Waldenor Pereira BA Não
Zé Carlos MA Não
Zé Geraldo PA Não
Zeca do Pt MS Não
Total PT: 56
PTB
Adalberto Cavalcanti PE Sim
Alex Canziani PR Sim
Arnaldo Faria de Sá SP Não
Benito Gama BA Sim
Cristiane Brasil RJ Sim
Deley RJ Não
Jorge Côrte Real PE Sim
Josué Bengtson PA Sim
Jovair Arantes GO Sim
Nelson Marquezelli SP Sim
Nilton Capixaba RO Sim
Paes Landim PI Sim
Pedro Fernandes MA Sim
Ronaldo Nogueira RS Sim
Sabino Castelo Branco AM Não
Sérgio Moraes RS Não
Wilson Filho PB Sim
Total PTB: 17
PTdoB
Cabo Daciolo RJ Não
Luis Tibé MG Sim
Rosinha da Adefal AL Não
Silvio Costa PE Não
Total PTdoB: 4
PTN
Ademir Camilo MG Não
Alexandre Baldy GO Sim
Aluisio Mendes MA Sim
Antônio Jácome RN Não
Bacelar BA Não
Carlos Henrique Gaguim TO Sim
Dr. Sinval Malheiros SP Não
Francisco Chapadinha PA Sim
Jozi Araújo AP Sim
Luiz Carlos Ramos RJ Não
Renata Abreu SP Sim
Ricardo Teobaldo PE Sim
Total PTN: 12
PV
Antonio Carlos Mendes Thame SP Sim
Evair Vieira de Melo ES Sim
Evandro Gussi SP Sim
Leandre PR Sim
Roberto de Lucena SP Não
Uldurico Junior BA Não
Total PV: 6
REDE
Alessandro Molon RJ Não
Aliel Machado PR Não
João Derly RS Não
Miro Teixeira RJ Não
Total REDE: 4
Solidariedade
Augusto Carvalho DF Não
Augusto Coutinho PE Sim
Aureo RJ Não
Benjamin Maranhão PB Sim
Carlos Manato ES Não
Delegado Francischini PR Não
Laercio Oliveira SE Sim
Laudivio Carvalho MG Não
Lucas Vergilio GO Sim
Major Olimpio SP Não
Paulo Pereira da Silva SP Não
Wladimir Costa PA Sim
Zé Silva MG Não
Total Solidariedade: 13

Por 296 votos a favor e 177 contrários o plenário da Câmara dos Deputados aprovou o texto-base da reforma trabalhista proposta pelo governo Michel Temer. A votação foi marcada por protestos de deputados de oposição, que alegam que a reforma retira direitos dos trabalhadores.

Como não se tratava de proposta de emenda constitucional, o material precisava de maioria simples para passar na Câmara. Veja como cada deputado votou o texto-principal:

Fonte: Câmara dos Deputados

Câmara dos Deputados aprova projeto da reforma trabalhista

Share Button
Câmara dos Deputados aprova projeto da reforma trabalhista

Foto: Antonio Cruz/ Agência Brasil

A Câmara dos Deputados aprovou nesta quarta-feira (26) o texto-base do projeto de lei 6787/16, mais conhecido como reforma trabalhista. Foram 296 votos a favor e 177 contra. Agora, os deputados analisarão os 17 destaques propostos pelos parlamentares, o que pode modificar o texto final da reforma. A bancada de oposição tentou impedir a votação com sucessivos requerimentos, provocando um clima tenso no plenário. A matéria, considerada impopular, acabou gerando resistência de entidades representativas dos trabalhadores, que consideram que o texto retira direitos trabalhistas e coloca a conta da crise econômica apenas nas costas dos empregados, e não do empresariado. Para próxima sexta-feira (28), uma greve geral foi convocada por centrais sindicais para pressionar o governo a flexibilizar as reformas trabalhista e da Previdência. O projeto altera pontos da Consolidação das Leis do Trabalho (CLT) e estabelece que acordos coletivos negociados por patrões e empregados prevalecem sobre a lei. O relator da proposta, Rogério Marinho (PSDB-RN), propôs mudanças em relação ao texto original. Entre os principais pontos do parecer dele estão o negociado sobre o legislado (sobre as negociações entre patrão e empregado, acordos coletivos etc); o fim da contribuição sindical obrigatória; trabalho intermitente (possibilidade da prestação de serviços de forma descontínua e recebimento apenas pelas horas trabalhadas); trabalho terceirizado; teletrabalho (desempenho de funções à distância); multas administrativas; ativismo judicial e demissão consensual. (Atualizada às 22h38)

Os vereadores de oposição vão trava todas a pautas até o prefeito pagar o trabalhadores que prestaram serviço para prefeitura no mês de dezembro não é falta de dinheiro e prua politicagem desse governo que até agora não fez nada alem de persegui as pessoas até deles mesmo

Share Button